Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/01/2004 15:47

Brasil: 92% do rebanho bovino em área livre de aftosa

Kelly de Oliveira/ABr

Neste ano, 92% do rebanho bovino do país estarão em área livre de febre aftosa, com vacinação. Está é a previsão do Ministério da Agricultura, que estimou, também, que em 2005, todo o rebanho do país estará livre da doença, com vacinação. No ano passado, havia 84% do rebanho vacinado.

Segundo o ministério, desde 2001, o Brasil não tem registro de febre aftosa, mesmo nas regiões Norte e Nordeste, consideradas de risco. O diretor do Departamento de Defesa Animal do ministério, Rui Eduardo Vargas, disse que, em maio, a Organização Mundial de Saúde Animal vai reconhecer o Acre e o centro-sul do Pará como áreas livre de febre aftosa, o que refletirá no aumento das exportações.

“Isso vai nos colocar em uma situação invejável em relação a outros produtores de carne. Tivemos um desempenho bom no ano passado, nas exportações de carne, com aumento de 30% e estamos em situação favorável, tendo em vista os eventos sanitários que estão ocorrendo em outros países”, afirmou. Para o diretor, o Brasil está “apto” a aumentar a oferta de carne no exterior, devido ao controle de sanidade do produto.

Vargas estimou que as exportações de frango também devem aumentar, neste ano, devido à gripe do frango. “Atualmente, o Brasil exporta 20% do que produz e teve atingir 30%, com a crise”, prevê.

Nesta semana, o Comitê Veterinário da União Européia, decidiu reduzir as inspeções sobre a carne de frango brasileira. A partir de fevereiro, apenas 20% da carne serão avaliados. Antes, toda a carne passava por avaliação. O objetivo da inspeção é detectar se carne está contaminada por nitroflurano, uma substância tóxica. Segundo Vargas, desde maio de 2003, está proibido a utilização do nitroflurano. Com isso, o produtor brasileiro diminuiu os custos com estocagem. Isto porque o resultado da análise leva 14 dias.

Vargas afirmou também que o Governo Federal vai destinar R$ 7 milhões a investimentos em sanidade animal e vegetal, neste primeiro semestre. A partir de julho, serão liberados mais recursos, ainda não estipulados. Segundo Vargas, o valor total do ano deve superar os R$ 20 milhões liberados em 2002.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)