Cassilândia, Sábado, 23 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

03/01/2012 19:45

Bovespa segue otimismo externo e fecha com alta de 2,48%

Stênio Ribeiro, Agência Brasil

Brasília – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o pregão de hoje com alta de 2,48%, aos 59.265 pontos, depois de fechar 822.868 contratos no valor total de R$ 6,386 bilhões. Foi a maior valorização desde 6 de dezembro, quando o Ibovespa, principal índice da Bavespa, atingiu 59.536 pontos. Em contrapartida, o dólar perdeu 1,97% no dia, cotado a R$ 1,83 (compra) e a R$ 1,832 (venda).

O movimento favorável no mercado de ações refletiu as boas notícias de recuperação do índice de compras na China, a redução do nível de desemprego na Alemanha e o melhor desempenho da indústria norte-americana nos últimos seis meses, em dezembro, de acordo com Reginaldo Galhardo, da Treviso Corretora de Câmbio.

No âmbito interno, o comunicado da Petrobras à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na noite de ontem (2), sobre a descoberta de petróleo e gás natural de “excelente qualidade”, no litoral do Espírito Santo, também estimulou os investidores desde cedo, segundo ele. A procura por papéis da empresa aumentou ainda mais, no decorrer do dia, depois da informação de extração recorde de petróleo no mês de novembro, quando a produção nacional foi de 2,18 milhões diários de barris (o barril corresponde a 158,98 litros).

O pregão da Bovespa começou já com a combinação de dados positivos do exterior, com as principais bolsas da Europa em forte ritmo de recuperação, o que se confirmou no fechamento do principal indicador de ações do Velho Mundo, o FTSEurofirst 300, com alta de 1,56% – o melhor nível dos últimos cinco meses. Também fecharam em alta: Londres (2,29%), Frankfourt (1,52%), Lisboa (1,6%), Milão (1,24%), Paris (0,72%) e Madri (0,10%).

O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, também teve ganho acentuado de 1,67%, impulsionado, em parte, pelo avanço de US$ 4,13 no preço do barril de petróleo, que encerrou o dia cotado a US$ 102,96. Aumento provocado principalmente pela tensão político-militar no Golfo Pérsico, por onde é escoada grande parte da produção petrolífera do Oriente Médio, e que o Irã ameaça fechar em retaliação a dificuldades impostas por países ocidentais.


Edição: Rivadavia Severo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)