Cassilândia, Sexta-feira, 23 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

01/10/2020 14:00

Botafogo demite técnico Paulo Autuori

Saída de técnico é mais um dos muitos problemas da equipe

Agência Brasil
© Vítor Silva/Botafogo/Direitos reservados© Vítor Silva/Botafogo/Direitos reservados

O Botafogo terá o Cuiabá-MT pela frente nas oitavas de final da Copa do Brasil. Em outro campeonato, o Brasileirão, a pressão está fervendo sobre o clube da Estrela Solitária, que amarga a vice-lanterna com apenas 11 pontos ganhos em 12 rodadas. Além da derrota para o Bahia por 2 a 1, na última quarta (30), dentro do estádio Nilton Santos, o clube comunicou nesta quinta (1) a lesão ligamentar do meia Bruno Nazário no tornozelo esquerdo. A contusão não tem necessidade de cirurgia, como explica a nota do clube, que também anunciou agora à tarde a demissão do treinador Paulo Autuori.

“Caro Presidente e membros do Comitê, passo aqui para comunicar que está na hora de proceder mudanças, sem qualquer tipo de constrangimentos”, afirmou o treinador por nota, após reunião com os executivos de futebol do Botafogo. “Para facilitar as coisas, comuniquei aos jogadores que é esse o caminho. Uma coisa é ser persistente, outra é ser teimoso. Quando os sinais são negativos, é teimosia. Sem espaço para retroceder na atitude já tomada. Por favor, buscar, imediatamente, soluções. Obrigado. Lembranças às famílias”, despediu-se Autuori.

“É preocupante a situação do Botafogo”, analisa o comentarista da Rádio Nacional Waldir Luiz, classificando como pífia a atual campanha do Glorioso, com performance pior que a dos anos em que foi rebaixado para a segunda divisão (2002 e 2014). “Não pode ficar estagnado neste lugar, dentro do Z-4. O elenco está desequilibrado e desproporcional quanto às posições dos jogadores. Há cinco laterais-direitos e três esquerdos, mas nenhum meia com as mesmas características do Bruno Nazário. Também faltam atacantes de lado do campo, é preciso contratar com urgência, em especial, um substituto para o Bruno”, diz Waldir, classificando a contratação de jogadores estrangeiros como enganadoras para a torcida.

O torcedor Flávio Dutra Viana, de 45 anos, não compreende as negociações de Luís Henrique para Olympique de Marselha e Luís Fernando ao Grêmio. “O time estava ajustado, vendeu pra quê? Agora precisa pegar o dinheiro para conseguir novos jogadores. Esses dirigentes não aprendem”, critica.

No próximo domingo (4), às 11h, Bruno Lazaroni comandará o Alvinegro carioca no Clássico Vovô contra o Fluminense no estádio Nilton Santos, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Dentro do próprio estádio, só conquistou 5 dos 18 pontos disputados, venceu Atlético-MG e empatou com Coritiba e Santos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 23 de Outubro de 2020
Quinta, 22 de Outubro de 2020
15:02
Saber não ocupa lugar
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)