Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/06/2006 16:31

Bolsa de MS cria tribunal para mediar impasses

Aline dos Santos / Campo Grande News

A BBM (Bolsa Brasileira de Mercadorias), que negocia produtos agropecuários, implantou neste mês um tribunal arbitral em Mato Grosso do Sul. “Qualquer conflito entre as partes nas operações de compra e venda será resolvido com agilidade muito maior”, salienta o vice-presidente da BBM, Carlos Eduardo Dupas.

O novo sistema deve julgar problemas como descumprimento de contratos, que ocorre, por exemplo, quando um produtor não entrega seus grãos ao comprador na quantidade e no prazo previsto. Outro caso comum de conflito é a inadequação do produto, quando a mercadoria entregue não cumpre as especificações previstas no acordo firmado entre vendedor e comprador.

Os 11 árbitros que integram o Juízo Arbitral em Mato Grosso do Sul foram escolhidos pelo diretor geral da Bolsa e tiveram seus nomes referendados pelo Conselho de Administração. Para o julgamento de qualquer fato os árbitros poderão ser indicados pela(s) parte(s) solicitante(s) em número de três – dois titulares e um suplente. O grupo tem até 180 dias para dar o veredicto, que tem o mesmo valor de decisão de última instância na Justiça comum.

Em todo o Brasil a Câmara de Juízo Arbitral será formada por 135 profissionais. Com sede administrativa em Brasília, a BBM congrega oito centros regionais de operação além da BM&F (Bolsa de Mercadorias & Futuros).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)