Cassilândia, Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Últimas Notícias

17/08/2012 14:03

Bolívia garantirá segurança na região onde brasileiros foram queimados vivos

Renata Giraldi*, Agência Brasil

Brasília – O governo boliviano prepara plano de segurança para a cidade San Matías, na fronteira com o Brasil, onde dois brasileiros foram queimados vivos. Serão reforçadas as presenças militar e policial no município. A decisão ocorre no momento em que o governo brasileiro cobra providências para evitar que episódios semelhantes voltem a ocorrer.

Rafael Max Dias e Jefferson Castro Lima foram presos sob a acusação de matar três bolivianos para os quais tentavam vender uma motocicleta. Houve discussão e Rafael disparou contra os três. Presos, foram levados para a delegacia. Uma multidão indignada invadiu a delegacia e retirou Dias e Lima da cela. Na rua, foram linchados, os corpos encharcados com gasolina e queimados. Os policiais disseram que não houve como conter a multidão por falta de efetivo.

O caso gerou uma reação do Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, que divulgou nota repudiando o episódio. “A Embaixada em La Paz foi instruída a manifestar às autoridades bolivianas repúdio ao crime que vitimou os cidadãos brasileiros, instando-as a adotar medidas que evitem a ocorrência de situações similares e a proceder às investigações necessárias com toda a celeridade e rigor”, diz o texto.

Ontem (16) o ministro do Governo da Bolívia, Carlos Romero, disse que há um projeto para construção de uma Estação Polícia Integral, destinada a fortalecer o efetivo policial e militar. “É uma área de violência intensa envolvendo drogas, carros roubados e a presença do Estado é fraca\", reconheceu Romero. A região de San Matías fica perto de 100 quilômetros de fronteira, na qual vivem 70% de bolivianos e 30% de brasileiros.

Segundo ele, as autoridades bolivianas buscam os culpados pela morte dos brasileiros e investigam o crime atribuído a eles. Carlos Romero disse que as autoridades brasileiras serão bem recebidas para a colaborar nas investigações.

*Com informações da agência pública de notícias da Bolívia, ABI (http://www3.abi.bo/#)



Edição: Beto Coura

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 13 de Julho de 2020
Domingo, 12 de Julho de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)