Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/05/2008 07:56

Bolívia: Favoráveis à autonomia de Santa Cruz comemoram

Alex Rodrigues/ABr

Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) - No início da noite de ontem (4), antes mesmo de a Corte Departamental Eleitoral do estado boliviano de Santa Cruz anunciar o fim da consulta popular sobre o estatuto de autonomia, milhares de pessoas favoráveis à iniciativa já tomavam as ruas da capital - Santa Cruz de la Sierra - para celebrar a vitória dos que aprovam o documento.

A festa que tomou conta da Praça 24 de Setembro, no centro da cidade, transcorreu sem incidentes, contrastando com os conflitos registrados durante todo o dia em vários pontos do estado, como no bairro Plan Tres Mil, de Santa Cruz de la Sierra.


Por volta das 20 horas, quando mais da metade das 5.200 atas eleitorais já haviam sido entregues à Corte Departamental, a estimativa do órgão era de que o resultado do Plan Três Mil só seria apresentado pelo chefe da seção por volta da meia-noite de ontem. De acordo com um de seus diretores, Fernando Castedo Cadario, o resultado final poderá demorar seis dias.

Indiferentes a tudo isso, as pessoas que votaram pelo sim comemoravam, embora várias tenham dito que a realização da consulta foi apenas a primeira etapa de um longo processo de negociação política com o governo do presidente Evo Morales. Em um pronunciamento à Nação, além de classificar a consulta como inconstitucional, Morales afirmou que o projeto do estatuto havia fracassado “rotundamente”.


A dona de casa Carmiña Solares criticou os que votaram contra a proposta de adotar o Estatuto Autonômico de Santa Cruz, que, se aplicado, concederá ao governo local o direito de legislar sobre temas fundiários, fiscais e sobre a aplicação das verbas a que o estado tem direito. “Creio que os governistas não irão aceitar de pronto e poderão criar problemas. Normalmente, a gente que não quer a autonomia é pobre, ignorante e não quer perder a influência que tem com a centralização do poder [no governo federal]”.

Após acompanhar a consulta como observador nacional pelo estado de Beni, o médico Rubem Aponte classificou o processo como “democrático, participativo e limpo”. Beni é um dos outros três estados que já marcaram datas para realizar consultas semelhantes à de Santa Cruz. Beni e Pando farão as consultas no dia 1º de junho e, no dia 22 do mesmo mês, será a vez de Tarija. “O resultado de Santa Cruz é muito importante para o futuro da vida política e institucional de nosso país. Terá uma forte influência não só nos estados que pleiteam a autonomia, como em toda a Bolívia”.

A esteticista Lourdes Tapia afirmou que o resultado deste domingo já era esperado, mas que o processo de autonomia está apenas no início. “Vai haver problemas. O governo não vai aceitar isso facilmente, mas já é um começo”. De acordo com a imprensa local, cerca de 85% dos que votaram optaram pelo não. o que já era esperado, uma vez que os grupos ligados a Morales estimularam os que não concordavam com o estatuto a não ir votar.

“Para nós, o resultado foi bom”, comentou o autônomo Juan Perez Chuquiago, 24, morador do Plan Tres Mil. “Agora, espero que Santa Cruz se torne independente para que tenhamos mais investimentos e possibilidades. Não acredito que vá haver mais brigas. O presidente Evo Morales tem de se conscientizar de que queríamos isso para nosso próprio bem-estar”.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)