Cassilândia, Domingo, 19 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

16/10/2017 17:20

Boletim de ocorrência sobre tentativa de roubo de caminhão em Cassilândia

Redação

 

Três homens de 32, 27 e 23 anos, são suspeitos de roubarem um homem de 48 anos, na MS-36, perto do Bairro Seringal em Cassilândia (MS). O fato ocorreu na noite de ontem (15). 

Histórico do BO
"Chegou ao conhecimento deste Plantão Policial, por meio de ligação telefônica do Policial Militar A., de Chapadão do Sul, às 23h34min, de que estava para acontecer outro roubo de caminhão, na rodovia, caminho entre Cassilândia e Chapadão do Sul, e que houve situação de disparo de arma de fogo, que um indivíduo se escondeu entre a cabine e a carroceria e que havia um automóvel Fiat/Palio de cor prata que parecia estar acompanhando/seguindo o caminhão, e que, portanto, era suspeito de estar envolvido na tentativa de roubo, e que haviam avisado também a Polícia Militar de Cassilândia.

Por volta das 00h40min, os Policiais Militares M. e S. trouxeram conduzido o autor C. A., relatando que haviam parado um Pálio prata que havia entrado e saído na estrada da UEMS, o qual justificou de onde vinha e que havia entrado na estrada da UEMS para urinar, e, em princípio fora liberado.

Que em seguida foram à estrada da UEMS e encontraram o autor C. A., o qual deu uma justificativa esdrúxula para estar ali, mas afirmou que estava no Pálio prata com o outro indivíduo que o deixara ali, e alegou que é foragido do regime semiaberto, e sendo que, em revista pessoal, foi encontrado um canivete com C. A.

Após a condução de C. A à Delegacia, esta Investigadora de Polícia foi juntamente com os Policiais Militares em diligência para encontrar o Pálio prata e seu condutor, sendo que se logrou êxito em encontrar o veículo na residência de E., o qual alegou que o Pálio prata pertencia a seu irmão, K. L . F. o qual é suspeito de haver praticado o roubo da caminhonete em Chapadão do Sul, que deixou a vítima no cativeiro em Cassilândia, bem como outros roubos de caminhão.

E. inicialmente alegou que havia ido levar o seu irmão à Fazenda S. H. e deu uma série de informações desencontradas das dadas por C. A., sendo que E. também foi conduzido a esta Delegacia de Polícia. Noticiando os fatos ao Delegado de Polícia, este determinou que, mediante autorização de um dos moradores, fosse feita busca na casa, o que foi feito (agora com a participação também dos Investigadores O., M. e S.), sendo que a esposa de E., M., autorizou por escrito e acompanhou toda a diligência na residência do casal.

Na residência do casal foi encontrado um pedaço de tijolo de maconha e uma balança.

M. afirmou que estavam em sua casa e saíram no Pálio prata as pessoas de E. C. A e K, e um tal de E.

M. também foi conduzida a esta Delegacia de Polícia, sendo que os três foram mantidos separados, mas E. e M. viram um ao outro sendo conduzidos".

E. contou tudo sobre as drogas em sua casa mas inicialmente negou saber sobre o roubo, vindo posteriormente a confessar qua sabe que seu irmão K. tem praticado esse tipo de delito.

Sabia que K. C.A e E. iriam praticar um roubo, mas alega que não sabia que ele próprio iria participar. A esposa de E.,  passou a contar também que sabia da prática do crime de roubo de carreta por parte de seu cunhado. E. falou que ouviu os demais falando sobre uma arma, que estaria escondida no ar-condicionado do carro. S

Pela Polícia Militar de Chapadão do Sul foi registrado o B.O com o seguinte texto: " Fomos informados de um roubo em andamento, vitima senhor N. estava dirigindo seu caminhão no sentido Cassilândia/Chapadão, próximo ao bairro Seringal, notou que seu caminhão começou a "pesar" e que um veiculo PALIO de cor prata começou a segui-lo, mesmo dando espaço para ultrapassagem e sinal o mesmo não seguia o destino, permanecia "colado" na traseira de seu caminhão, logo em seguida escutou gritos do lado de fora do caminhão ordenando que o mesmo parasse, dizendo que era um assalto e que se não parasse iria atirar então a vitima escutou o primeiro disparo da arma qual o autor portava, de imediato em um ato instintivo de sobrevivência e medo o motorista acelerou o caminhão e tentou ligar 190, porém não havia torre de celular disponível, então recebeu novas ameaças do autor que dizia que iria mata-lo e a todo o momento batia com a arma no teto do caminhão, N. percebeu que o veiculo Palio ultrapassou o caminhão e em seguida parou em uma entrada vicinal, N. prosseguiu em velocidade na tentativa de chegar à cidade de Chapadão do Sul e solicitar socorro, temendo pela sua vida, após percorrer aproximadamente mais 20 quilômetros N. escutou outro disparo, percebendo que o disparo havia acertado o retrovisor do caminhão, então realizou manobras na tentativa de não fornecer ângulo de tiro para o assaltante, então N. conseguiu contato via 190 e deslocamos com a viatura policial próximo a Fazenda Catleia e informamos os policiais de Cassilândia sobre o veiculo de apoio ao qual os assaltantes usaram, foi orientado para a vitima que ao avistar a viatura, parasse o caminhão e permanecesse em segurança dentro da cabine, realizamos acompanhamento e logo abordamos o veiculo, porém neste momento o autor já havia pulado do caminhão há alguns minutos antes e a vitima não havia percebido, realizamos buscas até o bairro Seringal, porém não encontramos o autor e nem sinais do mesmo, neste momento fomos informados pelos policiais militares de Cassilândia que encontraram o veiculo Palio e que ao avistarem a viatura policial adentraram em uma estrada que da acesso a UEMS e logo em seguida deixaram um homem a pé e seguiram destino Cassilândia, ao abordarem o cidadão foi constatado que o mesmo está custodiado em regime semiaberto e é da cidade de Sertãozinho, sentença qual foi proferida pelo crime de receptação de caminhão roubado, qual o mesmo estava levando ao Paraguai. Fomos informados que os policiais realizaram os procedimentos e encaminharam o autor C.A a delegacia local, posteriormente retornamos e realizamos este boletim policial e encaminhados à delegacia local para que fossem tomadas as medidas cabíveis".

As informações são da Polícia Civil de Cassilândia. 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Novembro de 2017
Sábado, 18 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 17 de Novembro de 2017
19:49
Cassilândia
10:28
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)