Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

08/02/2009 19:38

Boi gordo retoma trajetória de alta

Agrolink

Boi gordo retoma trajetória de alta
Domingo, 8 de fevereiro de 2009 - 16h38m

Graças às condições de produção e a competência do pecuarista brasileiro, a carne consumida no Brasil é uma das mais baratas do mundo. Poucos países disponibilizam uma proteína tão nobre a preços tão acessíveis.
Após atingir picos de R$ 89,80 em junho, o preço recuou para R$ 80,00 em dezembro. Mas o mercado retomou as altas, em ritmo mais lento, nos últimos dois meses. Essa retomada, após pequena ‘‘trégua’’ em dezembro, é atribuída à crise mundial.
O preço médio da arroba do boi gordo no Paraná aumentou 17,2% entre janeiro de 2008 (R$ 71,68) e janeiro de 2009 (R$ 82,80). Após baixas sucessivas no início do ano, os preços dispararam em junho. Na sequência, o arroba voltou a cair sorrateiramente durante o segundo semestre, mas voltou retomou o nível R$ 80,00 neste início de 2009, após operar a R$ 79,80 em dezembro.
Fabiano Tito Rosa, diretor da Scot Consultoria, atribui a alta à queda de abates. Com a redução da oferta, as cotações chegaram a disparar durante o período da entressafra, que começa no segundo semestre. A capacidade é de 70 milhões de cabeças por ano, mas em 2008 o montante ficou na casa dos 42 milhões. ‘‘Em função disso, o mercado operou com 40% de ociosidade’’, analisou.
Rosa também atribui à crise financeira, que começou a assolar o mercado em âmbito mundial, os aumentos de outubro e novembro que retomam seu rítmo neste início de 2009. ‘‘Isso também ajudou os preços a voltarem a subir, somados à oferta reduzida’’, definiu.
São duas situações. O final de safra, em maio, elevou os preços para patamares de R$ 80,00/arroba em função da queda de oferta. Esta situação perdurou até outubro e sustentou os preços até novembro. Quando os preços estavam em ascensão veio a crise mundial que inibiu a demanda.
Para o pecuarista André Carioba, existe a possibilidade de o preço voltar ‘‘ao normal’’ entre os meses de março e maio, pelo menos no período conhecido como a safra da carne bovina. Mas mesmo com uma redução do preço da porteira para dentro e nos frigoríficos, a diferença não chega ao consumidor final porque o varejista não trabalha assim’’, critica Carioba.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)