Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/03/2005 17:00

BNDES está pronto para ajudar as empresas

Alana Gandra/ABr

Em palestra proferida hoje à diretoria e conselheiros da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Guido Mantega, destacou que a instituição pode ajudar a consolidar o novo ciclo de desenvolvimento da economia por meio da oferta de crédito de longo prazo que permitirá às companhias nacionais competirem em pé de igualdade com as empresas internacionais.

"Hoje, o Brasil é um país que está inserido na globalização e as empresas brasileiras têm que competir em pé de igualdade com as empresas internacionais. A empresa tem que ser muito mais competitiva, tem que ter mais capital, tem que ter mais financiamento e em condições semelhantes. Então, se ela contar com seus próprios recursos ou só os do mercado, não conseguirá essa competitividade. Aí entra o papel do BNDES. É uma instituição de longo prazo que oferece o crédito mais barato que tem que viabiliza investimentos produtivos", disse.

Mantega expôs as linhas de crédito já existentes no banco que financiam a política industrial, e as que estão sendo criadas em consonância com as novas necessidades do país, para financiamento de bens intangíveis, como serviços, projetos tecnológicos, desenvolvimento de Pesquisa e Desenvolvimento, por exemplo.

O presidente do BNDES admitiu que isso passa pelo aumento do orçamento da instituição que já subiu de cerca de R$ 40 bilhões em 2004 para R$ 60 bilhões este ano, o que representa um aumento de 50%. Adiantou, porém, que se for necessário, esse número pode ser ampliado.

Mantega lembrou que também por intermédio do mercado de capitais se produz oferta de crédito barato para as empresas se financiarem a custo mais baixo, seja colocando debêntures ou por meio da participação do BNDES no capital acionário. Lembrou que existem vários novos instrumentos no mercado de capitais que vão baratear o crédito para as empresas.

"Elas estão prontas para isso, mas têm que abrir o capital, cuidar da governança corporativa, têm que dar segurança aos investidores para trazer inclusive os pequenos e médios poupadores pessoas físicas para serem acionistas de uma grande empresa e obter dividendos. Não é mais uma aplicação meramente financeira para ganhar uma taxa de juros, mas para ganhar um rendimento a partir do desempenho da empresa", afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)