Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/04/2008 10:15

Bezerro segue valorizado, troca recua para 1:2,28

Beef Point

No mercado de reposição, a disputa entre os compradores é grande, e como a oferta é reduzida, os preços continuam subindo em ritmo acelerado. Todas as categorias estão valorizadas, mas o destaque é para o bezerro que vem tendo altas consecutivas desde 2006 e quebrando recorde atrás de recorde desde o início de 2007.

O desequilíbrio entre oferta e procura é grande, em todo o país, que quando surge o assunto "reposição" nas conversas o comentário é um só: "falta bezerro no mercado". Informantes do BeefPoint no Mato Grosso do Sul brincam, "se você souber de um lote para vender e falar: depois do almoço vou lá ver. Quando chegar lá, vai achar a invernada limpa".

O indicador Esalq/BM&F bezerro MS à vista foi cotado a R$ 556,96/cabeça, acumulando valorização de R$ 13,30 (2,45%). Em relação ao mesmo período do ano passado o preço do bezerro está 36,46% mais alto. Em 17 de março de 2007 o bezerro desmamado valia R$ 408,15/cabeça.

Enquanto o bezerro teve valorização de 2,45%, o indicador de boi gordo recuou. Na semana a cotação da arroba levantada pelo Cepea teve variação negativa de 0,40%. Assim, a relação de troca recuou para 1:2,28 (-2,78%). A margem bruta também recuou, ficando em R$ 715,52, valor 2,51% menor do que o registrado na semana passada, porém 38% acima do valor calculado em 17 de abril do ano passado, que foi de R$ 518,49. A margem bruta na reposição é o montante que sobra para o pecuarista após ele vender um boi gordo de 16,5@ e comprar um bezerro para repor o rebanho.

Em São Paulo, a oferta é bastante restrita e pecuaristas reclamam que está difícil fazer a reposição. Manoel Torres Filho, de Tupi Paulista/SP, comenta "o preço do bezerro não para de subir aqui na região. A procura é muito grande e a oferta muito pequena, o que parece estar acontecendo em todo o país. Estive na semana passada em Brasilândia/MS, que é uma região tradicionalmente produtora de gado, mas a dificuldade em encontrar animais é bastante grande, com preços que variam de R$ 550,00 a R$ 600,00 para bezerros, e de R$ 350,00 a R$ 400,00 para bezerras".

Eduardo Zillo Bosi, de Lençóis Paulista/SP, reporta que está bastante complicado achar bezerros de qualidade para comprar, e quando acha, os preços estão fora da realidade. Ele relata que, em compensação, o boi magro está bom para negociar, com um volume razoável de lotes ofertados e boa procura, principalmente por parte de confinadores que ainda não adquiriram todos animais que serão colocados no cocho esse ano.

No Mato Grosso do Sul, apesar da oferta maior, o mercado segue muito demandado, como relatado algumas linhas acima. Informantes do BeefPoint comentam que não está fácil de achar animais para reposição e os preços estão absurdos. Sérgio Paschoal, do escritório Pantaneiro, de Campo Grande, comenta que por menos de R$ 600,00 não se compra nada no estado.

O mercado goiano acompanha o resto do país e todas as categorias seguem valorizadas diante da pouca oferta. Segundo Régis S. Vitória, no sul do estado os bezerros Nelore desmamados estão sendo negociados a R$ 500,00 e a expectativa é de preços firmes daqui para frente.

José Leonardo Montes, de Quirinópolis/GO, comenta que o preço do bezerro segue firme, sustentado pela pouca oferta. Ele informa que na região o bezerro de 8 a 12 meses é vendido a R$ 580,00/cabeça.

De Araguaçu/TO, Marcelo Enes de Barros, da MSM - Fazendas Reunidas, reporta que na falta de animais para reposição, muitos invernistas estão comprando bezerros que ainda estão mamando para entrega futura. Os preços giram em torno dos R$ 500,00.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)