Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/06/2010 15:21

Beira-Mar tenta no TRF fazer curso de Gestão Financeira

Campo Grande News/ Aline Queiroz

A Justiça Federal negou o pedido do narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, para fazer curso a distância de Gestão Financeira de dentro do Presídio Federal de Campo Grande, onde ele cumpre pena. A defesa do detento tenta agora recurso no TRF (Tribunal Regional Federal) 3ª Região com o mesmo objetivo.

De acordo com o advogado de Beira-Mar, Luiz Gustavo Bataglin, a Justiça indeferiu na semana passada o pedido e alegou que a unidade prisional não tem o aparato necessário para a realização das aulas. No entanto, o advogado afirma que a penitenciária tem estrutura montada para a realização de visita virtual, em funcionamento desde maio.

Para que o detento assista às aulas seria necessário um computador com acesso à internet, mas que permita apenas a navegação ao site da instituição de ensino, neste caso, a UCDB (Universidade Católica dom Bosco).

Uma professora deveria ser enviada ao presídio uma vez por semestre para aplicação das provas.

Ainda conforme o advogado, nenhum dos internos que fez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) pôde fazer o curso. “Para que o exame, então”, questiona.

Segundo Luiz Gustavo, outra tentativa para que Beira-Mar faça o curso seria a intermediação de uma pessoa que ficaria encarregada de separar o material da internet e levar ao detento.

Contudo, a realização das aulas desta maneira fere o princípio do ensino a distância, portanto, a direção da universidade ainda analisa esta nova metodologia.

Luiz Gustavo ressalta que Beira-Mar tinha apenas seis opções de curso e escolheu Gestão Financeira porque é o que mais se aproxima do Direito, a preferência do traficante.

Em maio, o Tribunal de Justiça rejeitou recurso apresentado pelos advogados do traficante contra condenação pelo assassinato de João Morel, júri realizado no dia 10 de novembro de 2009.

Beira-Mar foi condenado pelo homicídio qualificado por motivo torpe e meio cruel, crime ocorrido dentro do presídio de Segurança Máxima.

Transferência - A defesa também tenta no TRF transferência de Beira-Mar de Campo Grande para o Rio de Janeiro, onde reside a família do traficante.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)