Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/09/2004 17:35

BC pede cautela na recomposição de margens de lucros

Stênio Ribeiro/ABr

A recuperação do ritmo de atividade da economia traz consigo uma fonte adicional de risco para a inflação, porque as melhores condições de produção, trabalho e renda “sugerem potencial para repasses de maior intensidade” dos preços, a chamada recomposição de margens de lucros. Isso exige “cautela redobrada” da política monetária para conter a inflação. A observação foi feita pelo diretor de Estudos Especiais e Política Econômica do Banco Central, Ricardo Loyo, ao divulgar o Relatório Trimestral de Inflação.

Ele acredita que a aceleração recente dos preços industriais no atacado terá impacto nos índices de preços no varejo ao longo dos próximos meses, conforme ocorreu no início deste ano, em razão do “afrouxamento” da política monetária.

Em abril último o Comitê de Política Monetária (Copom) interrompeu o processo de flexibilização, iniciado em junho de 2003, e que reduziu a taxa básica de juros (Selic) em 10 pontos percentuais. Agora, com os sinais de recuperação da economia, pelo terceiro trimestre seguido, os principais indicadores de preços no atacado aumentaram, e apontam para inflação superior a 12% ao ano.

É quase o dobro das estimativas do mercado para a inflação no varejo, que deve fechar o ano em torno de 7,4%. Hipótese muito próxima da previsão do BC, de 7,2%, desde que a Selic seja mantida nos atuais 16,25% ao ano e que a taxa de câmbio não passe do patamar de R$ 2,90 por dólar, conforme ressaltou Ricardo Loyo.

Cenário em que a elevação de preços deste ano contaminará o comércio varejista de 2005 em 0,9 ponto percentual, decorrente da “inércia inflacionária” que afeta os preços futuros pela simples expectativa de manutenção do ritmo anterior de correções de preços. Por isso, o BC reajustou a meta anterior, de 4,5%, para 5,1%, que passa a ser o objetivo perseguido pela autoridade monetária, mas o diretor admitiu a possibilidade de a inflação chegar a até 5,6%.

Além da preocupação quanto à evolução dos preços livres (acima da trajetória de metas de 5,5% para este ano e de 4,5% para 2005), o BC reavaliou sua estimativa para os preços monitorados (combustíveis, energia, telefonia e outros) e elevou a projeção de 7,7%, no relatório de junho, para o cálculo atual de 8,5% no acumulado de 2004. Também aumentou a projeção para o ano que vem de 6% para 6,9%.

Apesar da incerteza sobre os preços internacionais do petróleo, o BC manteve a previsão de aumento anual de 9,5% para a gasolina, e reduziu de 6,9% para 6,2% a projeção de reajuste do gás de cozinha. Elevou, porém, as estimativas dos reajustes de energia elétrica residencial (de 11% para 11,5%) e do telefone fixo (de 6,1% para 13,9%).

Ricardo Loyo revelou, também, que o cenário de referência do BC permite estimar crescimento de 4,4% este ano para o Produto Interno Bruto (PIB), em função da recuperação continuada dos níveis de atividade econômica, com média anualizada de 6% de janeiro a setembro. Mas prevê que o crescimento seja menos acentuado, a partir de agora, o que “é natural e salutar”, segundo ele, para o desenvolvimento sustentado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)