Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/06/2010 17:32

Banzai: Japão vence Dinamarca

G1

E o Japão chegou lá. Com um futebol disciplinado, uma atuação de gala de Honda e um péssimo dia do goleiro Sorensen, os Samurais Azuis venceram a Dinamarca por 3 a 1, nesta quinta-feira, asseguraram o segundo lugar no grupo E, com seis pontos, e avançaram para as oitavas de final da Copa do Mundo. O adversário será o Paraguai, na próxima terça-feira, às 11h. Os dinamarqueses se despedem da África do Sul com três pontos.

Os asiáticos precisavam apenas do empate para avançar em Rustemburgo. Por isso a Dinamarca partiu para cima nos primeiros minutos. Mas perigo que é bom, só em um arremate de primeira de Krouldrup, para fora, após cobrança de escanteio. Os japoneses buscavam os contra-ataques sempre preocupados com a defesa. Tanto que chegavam a ter até três jogadores marcando um adversário.

Outra tática nipônica era ganhar tempo. Mas eles eram tão descarados que Endo e Nagamoto levaram cartões amarelos por cera, em cobraças de lateral e falta, respectivamente. Isso tudo com menos da metade da primeira etapa.

Mas os japoneses perceberam que não precisavam apenas defender. Na velha tática de guerra que diz que a defesa é o melhor ataque, aos 12 minutos Okubo cruzou, Hasebe tocou com a ponta do pé e Sorensen salvou com o joelho. Logo depois, Hesebe apareceu pela direita como um raio e soltou um foguete para fora, com muito perigo. A Dinamarca respondeu com um chute cruzado de Tomasson, que raspou a trave esquerda de Kawashima.

Mas aos 17, o Japão descobriu a bola parada. Falta de longe, pela meia direita. O lourinho Honda bateu de canhota, Sorensen pulou atrasado e a bola morreu no fundo do canto esquerdo. Não teve nem como culpar a Jabulani.

Se já estava bom empatando, vencendo era melhor ainda. Os vikings tentaram reagir, mas seu incipiente ataque esbarrava na sólida defesa nipônica. Quando a zaga não comparecia, Kawashima resolvia, como no lance em que saiu do gol para espalmar um toque de Tomasson.

O Japão abdicou do ataque e se segurava na defesa sem problemas. O time de Takeshi Okada mostrava disciplina tática invejável. Mas é claro que isso só não basta, senão era só mandar para as Copas do Mundo times formados no exército. Como a outrora Dinamáquina não ameaçava, porque não atacar? Aos 29 minutos, falta frontal. O goleiro Sorensen esperava pela batida de Honda, mas quem acertou um belo chute no canto esquerdo foi Endo. Japão 2 x 0.

Os japoneses perceberam que a Dinamarca não era lá essas coisas e passaram a atacar mais, principalmente pela direita, ponto fraco da defesa nórdica. A coisa tava tão feia que o técnico Morten Olsen nem esperou o intevalo para tirar o camisa 10 Jorgensen e colocar em jogo Jakob Poulsen. O Japão seguia na boa e Honda quase acertou um voleio. Komano avançou pela direita, com velocidade e bateu forte para Sorensen tocar para escanteio.

A Dinamarca tentou se lançar para o ataque na etapa final. Mas Sorensen mostrou que deve ter algum trauma com faltas. Em cobrança de Endo, o goleirão quase foi encoberto. A bola ainda tocou na trave e sobrou para Honda, isolar.

Aos trancos e barrancos os europeus tentavam achar um gol. Kahlenberg, sem jeito, bateu para fora da pequena área. Logo depis, Tomasson dividiu com o goleiro e Hasebe botou para escanteio. Jakob Pouslen bateu de longe e Kawashima espalmou. Mas o lance que simboliza bem a participação da Dinamarca na Copa do Mundo foi a furada de Tomasson, aos 24 minutos.

Mesmo perdendo, os dinamarqueses não se entregavam. Larsen acertou o travessão ao acertar um chute de virada, de fora da área. O esforço foi recompensado quando Hasebe derrubou Agger na área. Tomasson bateu, Kawashima espalou para frente e o camisa nove empurrou para as redes, aos 35 minutos. Foi o 52º gol dele, se tornando o maior artilheiro da história da seleção de seu país.

Aos 42, com a defesa dinamarquesa escancarada, Honda fez bela jogada, deu um drible desconsertante em Simon Poulsen, se livrou de Sorensen e rolou para Okazaki apenas empurrar para as redes. Japão 3 x 1. No final, Honda ainda quase marcou outro, ao chutar para fora. Seria o coroamento de uma grande atuação. Não precisava.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)