Cassilândia, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

Últimas Notícias

08/10/2007 17:22

Bancários da Caixa continuam em greve

Clara Mousinho /ABr

Bancários da Caixa continuam em greve por tempo indeterminado

Brasília - Os bancários da Caixa Econômica Federal (CEF) não aceitaram as propostas da instituição e continuam em greve por tempo indeterminado. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), 80% das agências e departamentos da Caixa estão paralisados.

O secretário de imprensa do Sindicato dos Bancários de Brasília, Eduardo Araújo, informou que apenas os funcionários da Caixa continuam em greve por falta de propostas satisfatórias à categoria. “A Caixa tem fugido das negociações. Na sexta-feira (5) eles apresentaram algumas coisas que também estavam sendo pedidas, mas foram consideradas insuficientes. Uma questão de mudança no plano de cargos e coisas pequenas. São muitos detalhes pequenos, que ninguém vê nenhuma vantagem”.

Em nota, a CEF disse que as negociações têm avançado. “Pagará adiantamento equivalente a 70% da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) básica (ante os 50% negociados na Mesa Unificada da Fenaban). Além disso, comunicou que mantém a proposta econômica negociada com as entidades representativas dos empregados e que foi aprovada pelos bancários dos demais bancos”.

A CEF também propôs o pagamento de R$ 600 de adiantamento da PLR adicional no mês de outubro.

“A proposta da Caixa é a melhor possível dentro das condições da instituição, negociada com a categoria bancária, incluindo as cláusulas específicas”, informa a instituição.

De acordo com a assessoria de imprensa da CEF, a diretoria do banco está reunida para decidir se entra ou não na Justiça do Trabalho com uma ação de dissídio coletivo, que é uma conciliação judicial para questões que não são resolvidas pela negociação direta entre empresa e funcionários.

Os bancários da Caixa estão em greve desde a quarta-feira (3) passada. A categoria pede um reajuste salarial de 10,3%, que corresponde a 5,5% de aumento real nos salários, participação nos lucros e resultados (PLR) de dois salários mínimos e uma parcela fixa de R$ 3.500. Além disso, eles reivindicam a fixação de um piso salarial de R$ 1.628,24.

NR: em Paranaiba, segundo a informação do Sindicato de classe, a Caixa não funcionou na sexta e nem hoje. Caso não tenha acordo poderá permanecer fechada amanhã.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)