Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2016 15:30

Balança comercial tem superavit com alta de 50% na exportação de milho

Campo Grande News

A balança comercial de Mato Grosso do Sul teve superavit de US$ 1.594 bilhão entre janeiro e agosto deste ano. Neste período, as exportações somaram US$ 3.009 bilhões enquanto que as importações chegaram a US$ 1.505 bilhão. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento. 

O produto mais exportado em oito meses do ano foi a soja, com volume de US$ 1.017 bilhão, mas queda de 12% frente ao mesmo período de 2015. A celulose é o segundo produto mais exportado pelo Estado, com volume estável que somou R$ 652 milhões.

Em compensação o milho elevou em 51% a volume exportado em 2016 comparado a 2015, chegando a R$ 248 milhões neste ano e ocupando a terceira posição. As carnes desossada congeladas tiveram retração de 19% na balança comercial, com total de R$ 187 milhões este ano.

A China se mantém como o país que mais consome produtos sul-mato-grossenses, com representação de 40,52% na balança comercial. Nos primeiros oito meses de 2016, foram exportados US$ 1.219 bilhão, mas na comparação com o mesmo período de 2015 há redução de 10,47% no volume.

Devido a isso, a Asia é o bloco econômico para onde MS mais exporta. O grupo somou US$ 1.807 bilhão em oito meses, com queda de 9,31% em relação a 2015. A União Europeia aparece em segundo com volume de US$ 403 milhões. A Associação Latino Americana de Integração é a terceira no ranking e diminuiu seu consumo em 13% em 2016, com total de US$ 255 milhões.

Importação - A participação da Bolívia nas importações sul-mato-grossenses teve queda de 47% entre janeiro e agosto de 2016. O país que é o principal de onde MS mais importa produtos devido o consumo de gás natural, somou volume de US$ 868 milhões no período.

A Bolívia é o segundo da lista com volume importado de US$ 173 milhões, mas queda de 30% em relação a oito meses de 2015. O Estado ainda importou US$ 87 milhões em produtos do Paraguai e US$ 53 milhões do Chile, ambos com retração no volume de 9,61% e 45,57%, respectivamente.

O gás do natural é o produto mais importado por MS, isso porque todo o combustível que a Petrobras trás da Bolívia pontua na balança estadual de MS, mas o produto é distribuído para outros estados. O cobre refinado reduziu em 45% sua participação, enquanto que produtos ligados a cloreto de potássio cresceram 31,5%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)