Cassilândia, Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

Últimas Notícias

06/09/2016 15:30

Balança comercial tem superavit com alta de 50% na exportação de milho

Campo Grande News

A balança comercial de Mato Grosso do Sul teve superavit de US$ 1.594 bilhão entre janeiro e agosto deste ano. Neste período, as exportações somaram US$ 3.009 bilhões enquanto que as importações chegaram a US$ 1.505 bilhão. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento. 

O produto mais exportado em oito meses do ano foi a soja, com volume de US$ 1.017 bilhão, mas queda de 12% frente ao mesmo período de 2015. A celulose é o segundo produto mais exportado pelo Estado, com volume estável que somou R$ 652 milhões.

Em compensação o milho elevou em 51% a volume exportado em 2016 comparado a 2015, chegando a R$ 248 milhões neste ano e ocupando a terceira posição. As carnes desossada congeladas tiveram retração de 19% na balança comercial, com total de R$ 187 milhões este ano.

A China se mantém como o país que mais consome produtos sul-mato-grossenses, com representação de 40,52% na balança comercial. Nos primeiros oito meses de 2016, foram exportados US$ 1.219 bilhão, mas na comparação com o mesmo período de 2015 há redução de 10,47% no volume.

Devido a isso, a Asia é o bloco econômico para onde MS mais exporta. O grupo somou US$ 1.807 bilhão em oito meses, com queda de 9,31% em relação a 2015. A União Europeia aparece em segundo com volume de US$ 403 milhões. A Associação Latino Americana de Integração é a terceira no ranking e diminuiu seu consumo em 13% em 2016, com total de US$ 255 milhões.

Importação - A participação da Bolívia nas importações sul-mato-grossenses teve queda de 47% entre janeiro e agosto de 2016. O país que é o principal de onde MS mais importa produtos devido o consumo de gás natural, somou volume de US$ 868 milhões no período.

A Bolívia é o segundo da lista com volume importado de US$ 173 milhões, mas queda de 30% em relação a oito meses de 2015. O Estado ainda importou US$ 87 milhões em produtos do Paraguai e US$ 53 milhões do Chile, ambos com retração no volume de 9,61% e 45,57%, respectivamente.

O gás do natural é o produto mais importado por MS, isso porque todo o combustível que a Petrobras trás da Bolívia pontua na balança estadual de MS, mas o produto é distribuído para outros estados. O cobre refinado reduziu em 45% sua participação, enquanto que produtos ligados a cloreto de potássio cresceram 31,5%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 23 de Abril de 2017
09:00
Maternidade
Sábado, 22 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Sexta, 21 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)