Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/09/2010 17:20

Baixa oferta de gado aumenta preço pago pela carne em MS

Jorge Almoas, Campo Grande News

A demanda de carne bovina no período de entressafra não está sendo atendida por conta dos constantes abates de fêmeas há cerca de três anos, segundo informações da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). Por conta disso, o preço da arroba e o valor pago pelo consumidor tem apresentado elevação.

O valor da arroba do boi pago ao produtor apresentou aumento de 5,95% em Mato Grosso do Sul, chegando a R$ 84 na média dessa semana. Já o consumidor, precisa desembolsar mais, por conta do aumento de 20% no preço da carne bovina.

De acordo com a CNA, não há previsão de mudança do quadro, pois é grande a falta de boi para abate. A situação só deve ser revertida em um período de quatro a cinco anos para recuperar patamares já atingidos na reserva de gado.

O Brasil conta atualmente com 180 milhões de cabeças de gado. Há cinco, o rebanho era de 206 milhões de animais.

“O percentual de abate de fêmeas chegou a 47% há cinco anos, sendo que atualmente fica em torno de 27%”, compara Antenor Nogueira, presidente do Fórum da Pecuária de Corte da CNA.

Antenor acrescenta que o produtor precisou se desfazer das matrizes para compensar a pior crise vivida pelo setor em 50 anos.

Escassez – Outros motivos, além da redução do número de fêmeas, são apontados para a falta de gado para abate. O confinamento no período de estiagem, aumento nas exportações e crescimento do poder de consumo, por conta da recuperação da economia, ajudam a entender o aumento no preço da arroba e o pago pelo consumidor.

A informação que chega ao consumidor é que o produtor está segurando gado no pasto. Os custos de produção para manter o gado confinado não tem compensado ao produtor rural.

Dados da Assocon (Associação Nacional dos Confinadores) mostram que em julho desse ano a quantidade de gado confinado em 2010 ficou 8,8% menor se comparado a 2009. as informações valem para Mato Grosso do Sul e São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás, Paraná, Rio de Janeiro, Maranhão, Pará e Bahia.

O aumento nas exportações e o aumento no consumo de carne devido à recuperação da economia também contribuem para a retração na oferta de gado no período de entressafra. E a situação pode se agravar por conta da chegada das festas de final de ano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)