Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/08/2008 16:35

Avião comprado há um mês pode ter sofrido pane no motor

Bianca Cegati e Nadyenka Castro/Campo Grande News
Minamar JrMinamar Jr

Uma pane no motor pode ter provocado a queda de um ultraleve na manhã de hoje na fazenda do cantor sertanejo Xororó, na divisa de Ribas do Rio Pardo com Água Clara, a cerca de 189 quilômetros de Campo Grande.

Os dois ocupantes morreram carbonizados. A aeronave havia sido comprada em São Paulo pelas vítimas, há pelo menos um mês, segundo informou ao Campo Grande News um amigo dos dois homens que está no local do acidente.

Marco Aurélio Pimenta, de 34 anos, e Gerson Garcia Leandro, de 35 anos, tentavam trazer a aeronave para Campo Grande, onde moram. Os dois foram à capital paulista para a compra e levaram a aeronave até o município de Andradina (SP), na divisa com Mato Grosso do Sul, mas antes pararam em Birigui (SP). A viagem até Campo Grande, no entanto, foi adiada na época por condições ruins de vento e marcada para hoje.

Os amigos das vítimas no local estão transtornados com o acidente e contam que ambos eram casados e tinham filhos. A Polícia Civil informou que um deles é bancário e o outro empresário, mas não soube dizer a quem é atribuída cada profissão.

Tragédia - Há pouco, a imprensa teve acesso à área da queda da aeronave que vitimou os dois amigos. O avião explodiu com o impacto, tendo carbonizado os corpos e queimado a vegetação em um raio de 200 metros ao redor do local.

Do ultraleve, que era A-0, ou seja, novo, sobraram apenas estruturas tubulares de alumínio, sendo que um dos corpos foi encontrado embaixo da ferragem.

A identificação, conforme a Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, responsável pelo inquérito, foi feita por amigos e com a ajuda de documentos localizados com as vítimas e que surpreendentemente não estavam queimados. Os parentes não chegaram a ver os corpos, que estão no carro da funerária em Água Clara e serão trazidos para perícia na Capital.

Pane – Para a polícia, de acordo com o delegado Nilson Fonseca Martins, a princípio, a queda do avião pode ter sido causada por problemas no motor. Ele conta que, por relatos de funcionários da fazenda, a aeronave subiu, perdeu velocidade e uma das hélices parou.

O delegado afirma que investigações preliminares dão conta de que Gerson era o piloto no momento da queda. No ultraleve não foram encontradas bagagens. Por enquanto, as atividades policiais estão sendo feitas na delegacia de Água Clara, mas coordenadas pela PC de Ribas do Rio Pardo.

O acidente ocorreu por volta de 8h20 na fazenda Rancho Fundo, de propriedade do cantor sertanejo Xororó, da dupla Chitãozinho e Xororó. Marco Aurélio e Gerson eram praticantes de pára-quedismo, sendo que um deles saltou antes de a aeronave pousar para abastecimento e cair, em seguida.

Fazenda – A propriedade onde ocorreu a queda do avião tem 2,6 mil hectares e é usada para o lazer da família de Xororó e para criação de bovinos para engorda. Hoje, o local conta com cerca de 2 mil cabeças de gado, segundo funcionários.

No local há um lago e uma piscina, além de uma grande área verde e a sede e as casas de funcionários feitas de alvenaria. Lá, Xororó e os filhos jogam futebol e andam de jet-sky. Os trabalhadores afirmam terem uma ótima relação com o patrão.

O cantor é dono da área a pelo menos dez anos e frequentemente visita o lugar. A última vez foi em julho, quando ele e a família passaram 15 dias descansando no local.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)