Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/06/2004 18:00

Avanço da Alca esbarra na questão agrícola, diz diretor

Alana Gandra/ABr

O avanço da discussão sobre a implantação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) dentro do cronograma previsto (janeiro de 2005) esbarra em um problema, que é a colocação do tema da agricultura na mesa de negociação. A avaliação foi feita pelo diretor geral adjunto da Organização Mundial do Comércio (OMC), Francisco Thompson Flores. Segundo ele, o mesmo se aplica em relação à Europa.

Ele esclareceu que, se não puder negociar agricultura nos acordos regional e bilateral, os países terão de esperar a decisão da Organização Mundial do Comércio, em Genebra, para poder realizar os acertos na área agrícola, no sentido de maior transparência, maior abertura de mercado, eliminação de subsídios e regras mais justas. Thompson Flores afirmou que não pode existir acordo regional ou bilateral sem agricultura na pauta. “Põe o resto e não põe agricultura? Quem vai fazer um acordo desses?”, indagou.

O diretor geral adjunto da OMC avaliou que a Alca, bem negociada, pode ser muito importante para todos os 34 países envolvidos. O Brasil, disse ele, não pode menosprezar o que representa, por exemplo, os mercados norte-americano e canadense para o país.

Thompson Flores declarou que o Brasil está envolvido no momento em três grandes negociações importantes, referentes à Alca, à União Européia e à OMC. “Estamos jogando em três tabuleiros importantes e complicados”, afirmou.

Acrescentou, entretanto, que a expectativa é de ganho nos três. “Tem que ser. Senão não tem acordo. Não há país que feche um acordo que não interessa. Então, é melhor não ter acordo”, manifestou.

Francisco Thompson Flores participou no Marriott Hotel, em Copacabana, zona sul da cidade, do Simpósio “O Setor Empresarial e o Desenvolvimento”, evento paralelo à Pré-Conferência da Unctad (Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento), que ocorre desde ontem no BNDES.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)