Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/12/2006 15:12

Avaliações da OIE sobre MS são analisadas no Panaftosa

Humberto Marques / Campo Grande News

Acontece neste momento na sede do Panaftosa (Centro Pan-americano de Febre Aftosa), no Rio de Janeiro/RJ, a segunda reunião entre autoridades brasileiras de sanidade animal e os técnicos do Escritório Internacional de Epizootias, que passaram a última semana visitando propriedades rurais e laboratórios de controle e análise agropecuária, para conhecer as ações do Brasil no combate à febre aftosa.

De acordo com Júlio Pompei, técnico do centro e do Giefa (Grupo Integrado de Combate à Febre Aftosa), as discussões desta tarde são voltadas exclusivamente para o que foi encontrado em campo pelos técnicos, que vistoriaram fazendas de Eldorado, Japorã e Mundo Novo – municípios que, em setembro de 2005, vivenciaram um surto de focos da doença, que levou ao fechamento do mercado internacional para a carne sul-mato-grossense – e também na Argentina e no Paraguai.

“A reunião de ontem foi específica para discutir assuntos sobre o laboratório do Lanagro”, adiantou Pompei, referindo ao Laboratório de Análises Agropecuárias de Porto Alegre/RS. Ainda hoje, os técnicos da OIE devem retornar aos seus países de origem.

O Panaftosa espera um posicionamento da equipe de inspeção sobre o trabalho realizado no País. Espera-se que, como resultado da visita técnica, seja devolvido a Mato Grosso do Sul o status de área livre de febre aftosa com vacinação, reabrindo assim o mercado externo para a carne bovina local – até antes dos focos, o Estado era um dos principais fornecedores do produto em caráter global.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)