Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/04/2005 13:06

Auxílio-doença será calculado pelas regras antigas

AgPrev

O ministro da Previdência Social, Romero Jucá, reuniu-se hoje com os presidentes da CUT, Luiz Marinho, e da CGT, Paulo Pereira da Silva, e disse que o governo voltará atrás num dos principais pontos da MP 242: o cálculo do auxílio-doença será feito com base na média dos 80% maiores salários de contribuição, como era antes, e não mais com base na média das últimas 36 contribuições, com o valor do benefício não podendo exceder ao valor do último salário do trabalhador, como estava proposto. A reunião, na sede da CUT, em São Paulo, terminou há pouco.

Jucá disse que existe a disponibilidade, por parte do governo, de modificar outros pontos da MP, e acrescentou: “A preocupação do presidente Lula é de que as decisões do governo estejam em sintonia com os interesses dos trabalhadores. Não é intenção do governo cometer injustiça ou cortar direitos”.

Marinho disse a Jucá que aos trabalhadores “interessa resolver o problema”. E completou: “Queremos saber quando e onde?”. O ministro respondeu acertando uma reunião de trabalho com eles, na semana que vem, desta vez com a presença do líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e do relator da MP, cujo nome deve ser definido brevemente.

Paulinho reforçou: “A nossa preocupação é com as garantias do trabalhador”. E ouviu de Jucá que a única intenção do governo é regular o auxílio-doença: “Hoje isso é um problema para o País, visto que pagamos um total de benefícios como se vivêssemos uma epidemia”.

Também estiveram na reunião representantes de entidades de aposentados e pensionistas. (João Alberto Ferreira)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)