Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/10/2004 13:17

Autorizada comercialização da vacina contra Leishmaniose

Aquidauananews

A primeira vacina produzida no mundo contra a Leishmaniose recebeu autorização do Ministério da Agricultura para ser comercializada no país. A vacina chamada Leishmune foi desenvolvida por pesquisadores brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O produto de uso veterinário é utilizado nos cães, principais hospedeiros do protozoário que transmiste a doença.

A Leishmaniose é conhecida no Brasil desde 1885. A doença ataca principalmente o fígado e o baço, causando anomalias que chegam a provocar deformidades na pessoa infectada. O principal agente transmissor é a fêmea do mosquito Palha, como é conhecida na maior parte do país a espécie Phlebotomo.

De acordo com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), a Leishmaniose atacou mais de 44 mil pessoas nos últimos 20 anos. Há algum tempo, estados da região Nordestes e parte do Pará registravam a maior incidência de casos da doença. Nos últimos anos, há registros em pontos das regiões Centro-Oeste - especialmente nas cidades de Unaí e Paracatu, em Minas Gerais - além de Bauru, em São Paulo.

Para o presidente do Conselho Federal de Farmácia, Márcio Fonseca, o uso da vacina pode ajudar a erradicar a doença no país. “É um avanço fantástico. Como lido com isso há muitos anos, a grande esperança que eu tinha era ver a vacina para uso humano. Mas já vi a de cães, o que representa um grande passo para a erradicação da doença. Eu tenho a certeza de que nos próximos anos teremos a vacina humana”, aposta.

A presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Marcia Villa, faz, no entanto, um alerta para a segurança dos animais. Segundo ela, os cães vacinados podem ser confundidos com animais infectados pela doença. "O problema é que os exames de sorologia que existem no momento não conseguem diferenciar os animais doentes dos animais que estão produzindo anticorpos por causa da vacina." Segundo ela, já há discussões para desenvolver testes que consigam reconhecer essa diferença.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)