Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

05/05/2012 13:57

Autoridades pedem que gestantes se vacinem contra gripe

Agência Brasil/ Carolina Pimentel

No Distrito Federal (DF), as autoridades de saúde fazem um apelo para que as gestantes tomem a vacina contra a gripe. Em 2011, somente 51% das grávidas foram imunizadas na capital federal.

Juntamente com idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a 2 anos, trabalhadores de saúde e indígenas, as gestantes fazem parte do público-alvo da campanha, que começou hoje (5) e vai até o dia 25 de maio em todo o país. Esses grupos foram escolhidos por apresentar maior risco de contrair doenças respiratórias. A dose protege contra os três tipos de vírus que mais circulam no Hemisfério Sul, incluindo o Influenza H1N1.

“Fazemos um apelo para que elas [as grávidas] compareçam e se vacinem porque é o grupo que tem incidência maior do H1N1”, disse o secretário de Saúde do DF, Rafael de Aguiar Barbosa.

As grávidas podem tomar a vacina em qualquer período da gestação. A diretora de Vigilância Epidemiológica do DF, Sônia Geraldes, assegura que não há risco de o feto contrair gripe. “A vacina é segura porque é vírus morto. Não vai dar nada no bebê. Precisamos lembrar que tivemos casos graves em gestantes quando tivemos a epidemia de H1N1”.

Grávida de dois meses e meio do segundo filho, a enfermeira Camila Coaracy foi uma das primeiras gestantes a se vacinar no Posto de Saúde nº 1, no Guará, cidade do DF. “É mais uma proteção para mim e para o bebê”, disse.

No início da manhã, o maior movimento no Centro de Saúde era de idosos e crianças. Maria Furtado Frazão, 84 anos, e Maria de Fátima Frazão, 65 anos, mãe e filha, tomam a vacina juntas todos os anos. Nem mesmo o leve desconforto na hora da aplicação da dose, que é injetável, desanima Maria Furtado: “Vale a pena. Não sei mais o que é gripe”. “Eu até esqueci [a última vez que tive gripe]”, reforçou a filha Maria de Fátima.

O oficial da reserva da Marinha, Luciano Gama, 67 anos, não perde uma campanha. “Tomo desde que completei 60 anos. Chamo as pessoas que não tomam para vir”.

Vestido de Batman, o pequeno Davi Zerbato, 2 anos e 6 meses, já sabia por que tinha que tomar a vacina. “É para ficar forte”, disse o garoto, que sofre de bronquite e, por isso, foi imunizado apesar de estar acima da idade do público-alvo infantil.

A meta da secretaria é vacinar 258.020 pessoas no DF, correspondentes a 80% da população-alvo da campanha. O maior grupo é o de idosos - 158 mil, seguido pelas crianças - 52 mil.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)