Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/01/2006 17:13

Auto-escolas protestam contra "nova" taxa do Detran/MS

Humberto Marques/Campo Grande News

Os proprietários de CFC’s (Centros de Formação de Condutores) do Estado apresentaram protestos quanto a uma nova determinação do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), que instituiu uma nova taxa a ser paga pelos candidatos à Permissão Para Dirigir – “antecessora” da Carteira Nacional de Habilitação. Publicada em dezembro no Diário Oficial, a portaria instituiu a cobrança de três Uferms (equivalente hoje a R$ 33,90) para o agendamento dos exames práticos, “deixando a habilitação mais cara para os alunos”, protestou o presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul, Valdir Ferreira de Almeida.

Almeida argumenta que a entidade tenta negociar com o Detran/MS a suspensão da cobrança – que, oficialmente, deveria começar a vigorar em 1° de janeiro. “Nós fomos comunicados da instituição dessa cobrança por telefone. Estamos pedindo para não onerar mais os candidatos a uma carteira, pois consideramos que essa cobrança é um desrespeito à população”, salientou.

O problema, segundo o presidente do sindicato, é o impacto que a cobrança terá no processo de emissão da carteira. A nova taxa se aplica a cada exame prático a ser feito. No caso de condutores que pleiteiam permissão para carro e moto, o valor chegará a R$ 67,80. “Em média, isso equivale a 41% do custo para se conseguir a carteira hoje. E a cobrança surge em um momento em que as auto-escolas passam por problemas para manter ou conseguir alunos”, ressaltou Almeida, ao destacar que, há três anos, não há reajustes nos valores recebidos pelos CFC’s.

Outro argumento apresentado é o de que a cobrança já existiria. “Há cerca de dez anos, as taxas dos exames práticos e teóricos foram unidas no Cadastramento do Renach. Há pouco tempo, o Detran instituiu novamente a taxa da prova teórica, de R$ 22,60. Depois, criou a taxa de reprovação ou ausência no exame. E, agora, ressurge a taxa par ao exame prático”. A reportagem tentou, sem sucesso, contatar a assessoria do departamento para obter mais dados sobre a cobrança.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)