Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/02/2016 09:54

Austrália confirma segundo caso de grávida com o vírus Zika no país

Agência Brasil

Um teste para detetar o vírus Zika acusou positivo para uma mulher grávida do estado de Victoria, no Sul da Austrália, sendo o segundo caso no país, informaram fontes oficiais australianas.

A ministra regional da Saúde de Victoria, Jill Hennesy, disse que a mulher – diagnosticada com Zika esta semana, depois de regressar ao país de uma viagem – não representa um risco para a saúde pública.

“O meu ministério fará absolutamente todo o possível para nos assegurar que essa mulher receba todo o apoio e o cuidado necessários durante esse período difícil”, declarou Hennesy numa conferência de imprensa.

A este caso de Zika acrescenta-se outros três detetados este ano no estado de Queensland, no Noroeste da Austrália, entre os quais uma mulher grávida.

A ministra recomendou à população, “especialmente às grávidas, a não viajar para os países afetados pelo surto de Zika”. "O vírus do Zika não está presente nos mosquitos da Austrália", acrescentou.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, no início de fevereiro, emergência de saúde internacional devido à possível relação entre os casos de microcefalia em recém-nascidos registados no Brasil com o vírus Zika, apesar de declarar que a ligação ainda não foi provada cientificamente.

Transmitido pela picada de mosquitos Aedes aegypti, o Brasil é o país mais atingido no mundo pela epidemia de Zika, com 1,5 milhão de doentes e três mortes confirmadas, seguido da Colômbia (22,6 mil casos).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)