Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

02/09/2005 15:34

Aumento do patrimônio de deputado poderá ser fiscalizado

Agência Câmara

Tramita na Câmara o Projeto de Resolução 256/05, do deputado Luiz Antonio Fleury (PTB-SP), que cria um mecanismo de fiscalização permanente sobre a evolução do patrimônio dos deputados federais. O objetivo, segundo Fleury, é "coibir a compra e venda de votos".
Para isso, o projeto acrescenta dispositivos ao Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara e determina que, ao final do mandato e depois de entregar anualmente a sua declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física, cada deputado será obrigado a apresentar à Mesa Diretora um demonstrativo de variação patrimonial compatível com a sua renda. Quem não cumprir essas novas determinações poderá perder o mandato por quebra de decoro parlamentar.

Mudanças
Atualmente, o deputado apresenta as suas declarações de bens e de rendas à Câmara, mas não é obrigado a justificar a variação patrimonial. De acordo com o projeto, a Mesa Diretora poderá pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) que examine a compatibilidade entre a variação declarada e os rendimentos do parlamentar. "A mera entrega formal da declaração de renda não tem cumprido o propósito de frear o enriquecimento ilícito, como mostram as recentes investigações do Conselho de Ética e da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios", argumenta Fleury.

Tramitação
O projeto, que tramita em regime de urgência, está na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, onde foi apensado ao PRC 63/00, elaborado por uma comissão especial instalada na Câmara em 1999 para estudar diversas propostas que alteram o Regimento Interno da Casa. As proposições também precisam ser avaliadas pelo Plenário.

Reportagem - João Pitella Junior
Edição - Regina Céli Assumpção

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)