Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/06/2004 16:36

Aumenta o número de alunos reprovados

Nasi Brum/ABr

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira divulgou hoje a sinopse do censo escolar que aponta o crescimento do número de alunos reprovados no ensino fundamental. Segundo os dados, em 2002, quatro milhões de alunos foram reprovados, número bem superior ao de 2001, quando foram reprovados 3,87 milhões. Os aprovados em 2002 chegaram a 28 milhões

Um dado positivo mostrado pela pesquisa foi a diminuição do número de estudantes que abandonaram o ensino fundamental: 2,7 milhões em 2002, contra 3,4 milhões em 2000. De acordo com o Ministério da Educação, o abandono caiu devido aos programas sociais do governo como o bolsa escola e o bolsa famíia.

No ensino fundamental 45 por cento das reprovações aconteceram na região nordeste. O secretário de ducação Básica, Francisco das Chagas Fernandes, afirmou que a região reflete as disparidades sociais no Brasil.

No ensino médio, os números mostram que 1,1 milhão de estudantes abandonaram a escola em 2002. Outros 747 mil foram reprovados. Nos dois casos os números apresentaram crescimento em relação aos anos anteriores.

Para reverter este quadro, o governo está investindo em quatro eixos. O secretário Francisco das Chagas explicou que o principal deles é a criação do FUNDEB, Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educaão Básica, que deve substituir o atual FUNDEF. A criação do Fundeb ainda está sendo discutida e um modelo deverá ser apresentado no segundo semestre. Para o secretário, após o redimensionamento do financiamento educacional será possível criar um novo piso salarial para os professores.

Outro eixo de atuação é a implantação em todo o país de nove anos no ensino fundamental. O aumento em um ano no tempo de estudo já está sendo positivamente comprovado em três estados: Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Maranhão.

O terceiro ponto enfocado pelo secretário é o investimento na formação de professores, que contarão com o apoio de 20 universidades no país. As universidades receberão R$2 milhões a cada 4 anos, para desenvolver estratégias de aperfeiçoamento dos professores.

A secretaria também pretende investir na formação de professores de educação infantil, que será o quarto eixo de atuação do MEC para melhorar o nível do ensino no país.

Francisco das Chagas anunciou ainda que em 2005, pela primeira vez, alunos do primeiro ano do ensino médio vão receber livros didáticos. O projeto piloto vai beneficiar 1,3 milhão de alunos com a distribuição de livros de português e matemática.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)