Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/09/2007 06:32

Aumenta número de brasileiros que se dizem pretos

Luciana Vasconcelos/ABr

Brasília - O número de pessoas que se dizem pretas no país aumentou, mas diminuiu o dos brasileiros que se declaram pardos. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2006, divulgada sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2005, 6,3% da população se declarava preta e em 2006 esse percentual aumentou para 6,9%.

A pesquisa mostrou que o aumento resultou da elevação do percentual de pretos nas regiões Norte (3,8% para 6,2%), Nordeste (7% para 7,8%) e Sudeste (7,2% para 7,7%). O aumento observado foi acompanhado de uma redução da população parda nessas regiões. A pesquisa observou ainda que, enquanto nas regiões Norte e Nordeste predominavam pardos e pretos, na Região Sul, quase 80% das pessoas eram brancas.

Para Dojival Viana, do Movimento Brasil Afirmativo, a pesquisa reflete avanços na luta dos movimentos negros e a implementação de políticas públicas voltadas para essa parcela da população. “As pessoas estão cada vez mais assumindo a sua identidade”, afirmou.


Para ele, ao assumir raça e identidade, a pessoa também resgata sua auto-estima. “Isso abre possibilidade para ela se transformar no protagonista de sua história e agente transformador”, observou. Viana destacou que a população negra sempre foi maioria no país e disse não ter dúvida de que o número de pessoas que se identificaram como pretas na Pnad 2006 aumente a cada ano.

Segundo a cor ou raça, em 2006, a população residente do Brasil era composta por 49,7% de brancos, 42,6% de pardos e 6,9% de pretos. Em 2005, eram 49,9% de brancos, 43,2% de pardos e 6,3% de pretos. A pesquisa considerou cinco categorias para a pessoa se classificar quanto à característica cor ou raça: branca, preta, amarela (compreendendo quem se declarou de raça amarela), parda (incluindo quem se declarou mulato, caboclo, cafuzo, mameluco ou mestiço de preto com pessoa de outra cor ou raça) e indígena.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)