Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

17/09/2007 06:32

Aumenta número de brasileiros que se dizem pretos

Luciana Vasconcelos/ABr

Brasília - O número de pessoas que se dizem pretas no país aumentou, mas diminuiu o dos brasileiros que se declaram pardos. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2006, divulgada sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2005, 6,3% da população se declarava preta e em 2006 esse percentual aumentou para 6,9%.

A pesquisa mostrou que o aumento resultou da elevação do percentual de pretos nas regiões Norte (3,8% para 6,2%), Nordeste (7% para 7,8%) e Sudeste (7,2% para 7,7%). O aumento observado foi acompanhado de uma redução da população parda nessas regiões. A pesquisa observou ainda que, enquanto nas regiões Norte e Nordeste predominavam pardos e pretos, na Região Sul, quase 80% das pessoas eram brancas.

Para Dojival Viana, do Movimento Brasil Afirmativo, a pesquisa reflete avanços na luta dos movimentos negros e a implementação de políticas públicas voltadas para essa parcela da população. “As pessoas estão cada vez mais assumindo a sua identidade”, afirmou.


Para ele, ao assumir raça e identidade, a pessoa também resgata sua auto-estima. “Isso abre possibilidade para ela se transformar no protagonista de sua história e agente transformador”, observou. Viana destacou que a população negra sempre foi maioria no país e disse não ter dúvida de que o número de pessoas que se identificaram como pretas na Pnad 2006 aumente a cada ano.

Segundo a cor ou raça, em 2006, a população residente do Brasil era composta por 49,7% de brancos, 42,6% de pardos e 6,9% de pretos. Em 2005, eram 49,9% de brancos, 43,2% de pardos e 6,3% de pretos. A pesquisa considerou cinco categorias para a pessoa se classificar quanto à característica cor ou raça: branca, preta, amarela (compreendendo quem se declarou de raça amarela), parda (incluindo quem se declarou mulato, caboclo, cafuzo, mameluco ou mestiço de preto com pessoa de outra cor ou raça) e indígena.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)