Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/09/2007 08:43

"Aumenta a falta de primos..." escreve Manoel Afonso

VEM AÍ UMA GERAÇÃO TRISTE: SEM PRIMOS E TIOS.
“Os olhos dos primos brilhavam
quando se viam.”

Responda aí: quando foi a última vez que foi passar as férias na casa dos tios preferidos? Quantos primos você tem? Bem; se você é um “cinquentão” como eu, vai precisar pegar a calculadora, pois eles certamente são muitos e terá boas histórias para contar. Afinal os tios eram iguais aos nossos pais: farturosos até no item prole. Normalmente variavam entre 4 a 7 filhos.
A casa grande, cheia de quartos. Era uma festa todo dia. Aquele barulho gostoso no café, almoço e jantar de mesa grande. Naquele tempo não tinha esse papo de lanche leve. Era comida verdadeira, lingüiça, pão, e biscoitos caseiros.
O melhor disso tudo é que havia uma integração fantástica entre os tios e primos. As distâncias, os meios de transportes e comunicação eram diferentes de hoje, mas nem por isso eram grandes problemas. Essa magia do parentesco conseguia superar tudo. Os olhos dos primos brilhavam quando se viam. Sobrinhos pediam a benção aos tios num sinal de respeito e bem querer.
Quem passou as férias nas casas de tios sabe do que estou falando. Normalmente essas férias eram o prêmio prometido pelo bom desempenho na escola. Contava-se no dedo para a chegada do dia da viagem. O tempero da tia era especial, inesquecível até, e os programas sensacionais: festas, bailes, cinema, namoros, pescarias, praia e fazenda. Não é por acaso que hoje nos casamentos dos sobrinhos, o papo da minha geração rola solto sobre isso. Histórias engraçadas, aventuras ingênuas para os dias de hoje, mas que tiveram papel importante no enlaçamento dessas relações ao longo da vida.
Mas e hoje, como estão as relações entre os parentes? Pelo jeito não andam nada bem. Em primeiro lugar as famílias encolheram: um ou dois filhos no máximo. Como conseqüência o tamanho das casas diminuiu. Por economia acabaram com o famoso “quarto de visita”. Todo mundo anda muito ocupado, sem tempo para ser anfitrião. Para piorar veio a tecnologia que espalhou televisores pela casa inteira, praticamente proibindo os papos. Isso sem falar do computador e internet que metalizaram as relações.
Conheço muitos garotos que reclamam: tem apenas dois primos e sem muita identificação com os mesmos. O azar deles é que seus pais já pertencem a essa nova geração urbana que mora em apartamento, com ambos trabalhando fora. Cresceram trancados, vigiados pela empregada e apegados ao vídeo game e a programação da TV. Sem dúvida, eles são craques no computador, entendem de informática e usam da internet para se comunicar. Mas é só isso.
Quando esses jovens lá na frente assistirem filmes com cenas de festas familiares, como os casamentos que o cinema americano retrata bem, poderão questionar: porque não tenho tantos tios? Onde estão os meus primos? Que parentes estarão em meu casamento?
Como se diz, parente pode até ser chato às vezes, mas faz falta em certas ocasiões. Primos, tias, padrinhos, afilhados e avós são bem-vindos porque são partes integrantes da nossa vida. Sem eles, a foto estará incompleta!
Manoel Afonso
(comentarista da TV.Record-MS)
mcritica@terra.com.br












Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)