Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/02/2004 15:51

Auditores fiscais do Ministério do Trabalho são presos

Andréia Araujo/ABr

Dez auditores fiscais, do Ministério do Trabalho e Emprego, foram presos ontem, em Manaus (AM), durante a operação Zaqueu. A prisão, em flagrante, foi feita depois de seis meses de investigação do Grupo Força Tarefa, do Ministério do Trabalho, da Polícia Federal, Corregedoria do Ministério e da Delegacia Regional do Trabalho no Amazonas. Além dos fiscais, faziam parte da quadrilha empresários e intermediários.

A Polícia Federal descobriu que as pessoas presas cometeram vários crimes como formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, entre outros. Eles agiam de forma organizada, com pessoas que tinham a função de intermediar a fiscalização. Assim, quando esses fiscais chegavam à empresa não lavravam o auto de infração e recebiam propinas por omitir a irregularidade encontrada.

Participaram da investigação 125 agentes da Polícia Federal que mapearam a fiscalização feita em cerca de 40 empresas, todas sediadas no Amazonas. Os passos dos dez auditores foram acompanhados pelo Grupo Força-Tarefa desde setembro do ano passado. Além dos dez fiscais, estão presos 16 corruptores e intermediários.

O delegado regional do Trabalho, Jorge Guimarães, disse que a operação mostra a seriedade com que o MTE vê a questão do cumprimento da sua função institucional. "Não iremos titubear e vamos coibir os desvios de conduta praticados. Iremos até o fim nesta apuração”, acrescentou.

Estão no estado do Amazonas, neste momento, nove auditores-fiscais e o corregedor geral do MTE, Elomar Bahia, para apuração das irregularidades.

As informações são do Ministério do Trabalho e Emprego

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)