Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/06/2008 21:19

Audiência de Sheila Carvalho não chega a acordo

TJGO

Não houve acordo na audiência de conciliação realizada hoje (17) entre a ex-dançarina do antigo grupo musical É o Tchan e apresentadora de televisão, Sheila Carvalho, e a empresa Pit Bull Jeans, realizada no 5º Juizado Especial Cível de Goiânia. A dançarina ajuizou, contra a empresa, ação de indenização por uso indevido da imagem e, na audiência, realizada pelo conciliador Ricardo Antônio Simão, a empresa não apresentou proposta de acordo e alegou que precisa analisar os documentos que constam da ação para estudar a possibilidade oferecer contestação, que deve ser feita no prazo de 15 dias. Os advogados da Pit Bull não negaram, contudo, a possibilidade de, antes do fim desse prazo, proporem acordo extra-judicial a Sheila, o qual, se aceito, deverá posteriormente ser homologado pela Justiça.

Na demanda, a dançarina relatou que, na condição de artista conhecida nacionalmente, tendo participado de diversos programas de televisão e sido eleita por diversas vezes e por diferentes veículos a mulher mais sexy do Brasil, fez um ensaio fotográfico em março de 2006 pela Agência de Elenco Mega Models Agency Brasília. Intermediada pela Mega Models, Sheila formalizou contrato com a Pit Bull Jeans autorizando a utilização das imagens do ensaio pela empresa, pelo prazo de seis meses, para fins de publicidade de seus produtos. Ainda na ação Sheila sustenta que o contrato previa o pagamento de R$ 6 mil para ela e a mesma quantia para sua empresária.

Contudo, o prazo do contrato encerrou-se em 5 de outubro de 2006 e a empresa continuou a fazer uso das imagens para campanhas publicitárias. Ao protolocar petição inicial, a dançarina observou que contavam exatos 14 meses que as imagens estavam sendo utilizadas indevidamente pela empresa e “simples matemática indica que apenas levando-se em consideração o valor estabelecido inicialmente para o trabalho, a empresa deve à requerente (Sheila), à titulo de indenização por danos materiais, a quantia de no mínimo R$ 14 mil”. (Patrícia Papini)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)