Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/12/2005 09:33

Ata do Copom mostra política de redução dos juros

Edla Lula/ABr

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) sinaliza que a política de redução dos juros vai continuar em 2006, dando espaço para uma redução da taxa real de juros. De acordo com a ata da última reunião, que ocorreu nos dias 13 e 14, melhorou a percepção de risco na economia brasileira, o que permitirá ao comitê dar continuidade ao processo de
redução da taxa básica de juros iniciado em setembro.

"A convergência ininterrupta da inflação para a trajetória de metas e a resultante consolidação de um cenário de estabilidade macroeconômica duradoura contribuirão para a manutenção do processo de redução progressiva da percepção de risco macroeconômico que vem ocorrendo nos últimos anos", diz o documento.

O comitê alerta, entretanto, que é graças à atuação cautelosa da política de juros que há a probabilidade de convergência da inflação para a trajetória de metas, o que indica que a redução da Selic continuará se dando em velocidade lenta. A redução praticada nos últimos meses tem sido de no máximo meio ponto percentual. Na última reunião, segundo a ata, dois membros do comitê chegaram a votar por uma redução de 0,75 ponto percentual porque consideravam que essa variação sinalizaria uma posição mais condizente entre a avaliação de risco da atividade econômica e a inflação. A maioria, no entanto, considerou que meio ponto "seria a decisão adequada, dado que corresponderia melhor à velocidade ótima de implementação desse processo de flexibilização e contribuiria para aumentar a magnitude do ajuste total a ser implementado". Com a decisão, a taxa básica caiu de 18,5% para 18% ao ano.

Embora tenha elevado a projeção do aumento do preço da gasolina em 2005 dos 7,6% previstos na reunião de novembro para 8,0% na última reunião, o Copom considera que a pressão inflacionária tinha caráter transitório, o que não contamina a tendência de equilíbrio na inflação.
Mas o documento alerta que "o Copom continuará acompanhando atentamente, nos próximos meses, a evolução da inflação e das diferentes medidas do seu núcleo, discriminando entre reajustes pontuais e reajustes persistentes ou generalizados de preços e adequando prontamente a postura da política monetária às circunstâncias, de forma a assegurar que os ganhos obtidos no combate à inflação até o momento sejam permanentes".

Pela previsão do BC, a atividade econômica deverá se recuperar nos próximos meses e continuar em expansão em 2006.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)