Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/03/2006 18:00

Assomasul recomenda reajuste para servidor inferior a 5%

Humberto Marques e Paulo Fernandes/Campo Grande News

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) recomenda que as prefeituras em dificuldades financeiras utilizem como teto do reajuste a ser concedido para os servidores municipais o índice do IPCA-E (Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial), que, nos últimos 12 meses, foi de 4,85%. A sugestão surgiu com o término da reunião na sede da entidade, promovida para discutir um índice em comum entre as prefeituras o Estado para aumentar o salário do funcionalismo – motivado também pelo reajuste do salário mínimo, que passará a R$ 350. Prefeituras que tenham maior capacidade de arrecadação estão “liberadas” para conceder um aumento diferenciado.

A prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB) informou que o município por ela administrado utiliza 48% do orçamento anual (de R$ 80 milhões) para o pagamento dos quase dois mil funcionários públicos. O menor salário pago no município é de R$ 326. “Para esses servidores, devemos dar um aumento de 10%, mas ainda falta discutir o índice com os servidores”, afirmou.

O presidente da Assomasul, Eraldo Leite (PL, Jateí), havia previsto que os reajustes gerariam dificuldades para cerca de 90% das prefeituras do Estado, cuja sobrevivência financeira é diretamente vinculada a repasses constitucionais e de impostos. A queda no FPM (Fundo de Participação dos Municípios), que caiu cerca de 30% em relação a 2005, é a maior preocupação dos administradores municipais.

Nelson Trad Filho (PMDB) informou que Campo Grande vive uma situação diferente dos municípios menores de Mato Grosso do Sul, por não depender unicamente de repasses federais e estaduais. “Porém, participei da reunião em solidariedade aos demais prefeitos”, salientou, ao ressaltar que, ao conceder o reajuste, os administradores devem atentar para a Lei de Responsabilidade Fiscal – que prevê um limite máximo de 54% para gastos com pagamento de funcionários.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)