Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/10/2007 17:26

Assessor da Presidência do Senado nega ter investigado

Marcos Chagas /ABr

Brasília - O assessor do gabinete da Presidência do Senado Francisco Escórcio negou hoje (8) ter feito qualquer gestão em Goiânia para investigar a vida dos senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO) para formar um dossiê que seria entregue ao presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Em nota à imprensa, Escórcio confirma que esteve em Goiânia no dia 24 de setembro para obter documentos usados em processo contra a diplomação do governador do Maranhão, Jackson Lago, que seriam entregues a uma emissora de televisão. Na nota, Escórcio não revela o teor de tais documentos, que estariam de posse do advogado que trata de causa movida por uma coligação partidária com o objetivo de impugnar a diplomação de Lago.

"O objetivo da viagem foi reunir-me com o advogado patrono da causa de minha coligação partidária contra a diplomação do governador do Maranhão e obter cópia de alguns documentos que me foram solicitados por uma televisão desejosa de fazer uma matéria a esse respeito", afirma o assessor da Presidência do Senado.

Escórcio diz ainda que, no escritório do advogado, encontrou-se com o ex-deputado Pedrinho Abrão, a quem trata de "velho amigo". O assessor acrescenta que, em nenhum momento, tratou com Abrão de questões como espionagem dos senadores Marconi Perillo e Demóstenes Torres ou de denúncias contra Renan Calheiros.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)