Cassilândia, Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Últimas Notícias

08/04/2013 16:27

As mídias sociais e o fim do e-mail

Acácia Lima
As mídias sociais e o fim do e-mail

Dois amigos, Eva Williams, responsável pela criação do Blogger, e Biz Stone, seu companheiro na Google, após uma rápida e infrutífera sociedade na Odeo, perceberam que era comum vários amigos trocarem e-mails cujo "assunto" levava toda a mensagem que queriam transmitir. Alguma coisa como "confirmado almoço hoje" e "pizza em casa no domingo".

Foi assim que Evan Williams e Biz Stone, acompanhados por Jack Dorsey, decidiram criar um serviço de troca de status parecido com o SMS dos celulares, com mensagens curtas e diretas, só que pela internet. Após cinco meses testando o pré-Twitter, o aplicativo foi lançado oficialmente em agosto de 2006. Hoje, com quase 300 milhões de usuários espalhados pelo mundo, podemos dizer que a rede de microblog teve fundamental importância na mudança dos rumos da nova comunicação.

O impacto na agilidade da informação foi tamanho que em 2008 já se falava no fim do e-mail, e com data marcada. A Atos Origin, empresa de TI (Tecnologia da Informação), que emprega 50 mil funcionários, acredita e aposta no fim do e-mail interno até 2014. A pesquisa "Mundo Digital, Vida Digital", realizada pela TNS Global em novembro de 2008 com 27 mil internautas de 16 países, concluiu que as pessoas gastavam, já na época, 30% do tempo livre na internet. Deste período, eram gastos de 5 a 20 horas por semana para a leitura e respostas de e-mails.

Com o surgimento de novas redes sociais, especialmente o Facebook, a troca de mensagens, felicitações e contatos comerciais passou a ser mais habitual do que com o e-mail. Quem nunca enviou um e-mail para um amigo e só obteve resposta quando postou no mural do Facebook? Com a facilidade de acesso por meio dos smartphones e com a informalidade típica das redes sociais, a comunicação ficou mais ágil e direta, aproximando pessoas de diferentes níveis sociais, econômicos e profissionais. A facilidade é tanta que o envio de currículos já é feito via LinkedIn e o empregador pode analisar o candidato por meio das redes, antes mesmo da entrevista.

Que futuro terá nossa comunicação, não sabemos. O que sabemos é que, de uma forma ou de outra, a comunicação humana continuará existindo e evoluindo. Desde o hieróglifo, há 5 mil anos, tentamos registrar nossas ideias e sentimentos e seguiremos nessa caminhada. E não há uma maneira "mais nobre" do que outra: tudo é comunicação, uma tentativa de chegar ao outro. Se não é possível por carta ou pessoalmente, que seja por uma tuitada.

Acácia Lima é jornalista e diretora da YellowA, agência especializada em mídias sociais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Janeiro de 2021
13:45
Chapadão do Sul
08:50
Cassilândia/Chapadão do Sul
Quinta, 21 de Janeiro de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)