Cassilândia, Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020

Últimas Notícias

19/03/2012 16:35

Artigo: Quanto custa fazer o Caminho de Santiago de Compostela

Por Paulo Bertechini

O sonho de percorrer o Caminho de Santiago pode esbarrar na condição financeira, o que dá relevância à seguinte pergunta: de quanto é preciso dispor para peregrinar até Compostela?



A fim de não ter sustos e evitar um ciclo interminável de endividamento, é preciso relacionar os gastos exigidos numa viagem como essa e fazer esforços para economizar o montante. Estimemos os recursos necessários para trinta dias de peregrinação:



1. Passagens aéreas: nos tempos atuais é possível usar a internet para comparar os preços das companhias aéreas. A despeito disso, pode haver benefícios na utilização de pontos acumulados em programas de milhagem e afins e, como se sabe, vôos com partida de segundas a quintas-feiras têm preços mais baratos. Assim, em média, é possível pagar cerca de €$ 750 pelos trechos São Paulo-Madri/Lisboa-São Paulo.



2. Seguro-saúde: os peregrinos que vão para a Espanha precisam fazer um seguro que lhes garanta assistência completa. O seguro muitas vezes é oferecido com a passagem. Neste caso, deve-se verificar se há vantagem em contratá-lo em separado. Gasto estimado: €$ 100.



3. Hospedagem: ao longo do Caminho, o peregrino pode ficar em albergues ou em hotéis. O custo de um albergue fica entre €$ 4,5 e €$ 10. Mesmo que haja a intenção de ficar apenas aí, é preciso considerar o custo de alguns dias em hotéis (€$ 60), pois é possível que, por questões de saúde, o peregrino precise dispor de mais conforto durante um período de sua viagem. Além disso, ele poderá se deparar com albergues lotados. Também é comum fazer uso, vez ou outra, de máquinas e lavar (€$ 3) e secar (€$ 3) roupas. Gasto estimado: €$ 400.



4. Transporte e traslados internos: chegando a Madri, o peregrino precisará se deslocar até o ponto inicial do Caminho. Se este ponto for a cidade de Saint Jean Pied-de-Port (sul da França), poderá tomar um avião (€$ 250) ou um trem (€$ 60) até Pamplona, e daí um táxi (de €$ 93 a €$ 120) até Saint Jean. Na hipótese de optar por fazer o trecho Madri-Pamplona de avião, pode sair mais barato negociar essa passagem juntamente com a do trecho internacional, o mesmo valendo para o vôo entre Santiago (após o término da peregrinação) e Madri, que, em separado, custa cerca de €$ 250. Ao chegar em Santiago, se o peregrino quiser ir de ônibus até Finisterra, precisará dispor de mais €$ 50. Gasto estimado: €$ 670.



5. Alimentação: no Caminho de Santiago os restaurantes têm um cardápio específico para atender os peregrinos, o chamado “menu do peregrino”. É composto por entrada, prato principal e sobremesa, tudo acompanhado de pão e vinho ou água. O menu custa de €$ 10 a €$ 15. Porém, há uma forma de reduzir sensivelmente esse gasto, que é cozinhando nos albergues. Muitos deles oferecem estrutura para isto e os peregrinos costumam se cotizar para adquirir os ingredientes. Além da economia, existe a vantagem de ter uma troca pessoal mais intensa com peregrinos oriundos dos mais variados países. Gasto estimado: €$ 400.



6. Cafés-da-manhã e lanches: em sua maioria os albergues não oferecem café-da-manhã nem lanches de trilha. Quando o fazem, é ao custo de €$ 4 a €$ 6. O “bocadillo” (sanduíche para o almoço ou lanche da tarde) poderá ser preparado por você mesmo, comprando o necessário no mercado, ao custo diário de €$ 4 a €$ 6. Gasto estimado: €$ 200.



7. Passeios turísticos: este é um ponto que geralmente pega de surpresa o peregrino. Algumas cidades dão aos peregrinos acesso gratuito às atrações turísticas. Mas nem sempre é assim. Portanto, é recomendável reservar algum dinheiro para a visitação de museus, igrejas e monumentos. Gasto estimado: €$ 100.



8. Gastos eventuais: lembre-se de fazer uma reserva para gastos não programados, como uma bota que “abre o bico”, medicamentos, transporte, gorjetas, lembrancinhas para familiares e amigos, peças de vestuário, etc.. Recomenda-se reservar para isso de 10 a 20% do orçamento alcançado até aqui. Gasto estimado: €$ 400.



Totalizando as despesas, chegamos ao valor aproximado de €$ 3.020. Considerando uma taxa de câmbio de R$ 2,40 por euro, isso resulta em R$ 7.248.



Para que o sonho de fazer o Caminho de Santiago não se transforme, após o retorno, em pesadelo, é importante fugir dos financiamentos (cheque especial, parcelamento com cartão de crédito, etc.). Poupe para usufruir das vantagens do pagamento à vista, ou dos parcelamentos sem juros, mas já contando com reservas financeiras para sua amortização. Vale lembrar que o uso do cartão de crédito no exterior, seja para saques, seja para compras traz incidência de alta alíquota de IOF: 6,38%. Já a alíquota deste imposto para carregar um cartão pré-pago é de 0,38%, podendo o mesmo ser utilizado para pagamentos e saques.



O enxoval do peregrino compõe outro grupo de despesas sobre o qual seria importante falar. No entanto, diferentemente das relacionadas acima, as destinadas ao enxoval podem ser realizadas integralmente fora do período de viagem. A Associação de Confrades e Amigos do Caminho de Santiago de Compostela, em São Paulo, ministra, mensalmente, ao menos uma palestra gratuita a fim de orientar sobre tudo isso aos futuros peregrinos. Tomadas estas cautelas, apenas nos resta lhe desejar um bom Caminho!



Paulo Bertechini é contador e presidente da ACACS/SP - Associação de Confrades e Amigos do Caminho de Santiago de Compostela.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 21 de Janeiro de 2020
10:00
Receita do Dia
09:48
Cassilândia
07:58
Cassilândia
Segunda, 20 de Janeiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)