Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/01/2007 09:27

Artigo: Manoel Afonso fala sobre a inveja

Manoel Afonso

SOMOS TODOS INVEJOSOS OU INVEJADOS! DEPENDE...

“A inveja é admiração sem esperança”.
( Soren Kierkegaard )

Você conhece pelo menos uma só pessoa de nome Caim? Não vale apelido artístico.
Claro que não! Ninguém ousaria batizar um filho lembrando aquele homem que teve a ousadia de matar seu próprio irmão (Abel) por inveja, tornando-se um personagem estigmatizado da história cristã; amaldiçoado até, a exemplo de Judas por trair Jesus.
Só para se ter uma idéia desta afirmativa: o Ibope pesquisou nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro e não encontrou um só registro de pessoa com esse nome (Caim). Ao longo da história da humanidade, a inveja sempre foi combatida, fornecendo subsídios para discussões e obras literárias diversas.
Porque você acha que tapamos os olhos dos nossos mortos? Isso não é coisa nova. Antigamente alguns povos colocavam uma moeda em cada olho do morto, acreditando que ele invejava quem permanecia vivo e estava a sua volta no velório.
Embora tão criticada, a inveja sobreviveu ao tempo e a todas as culturas do mundo. E o mais curioso é que ela ficou arraigada ao homem em suas andanças e conquistas, sendo inclusive incentivada nos dias atuais.
Bom exemplo é a propaganda na televisão, como estimulante do consumo que é, leva as pessoas ao desejo, à admiração e, consequentemente, à inveja. Quem não se policiar acaba invejando aquele personagem que se mostra feliz e realizado porque usa esse ou aquele produto. Daí que a inveja pode desembocar na cobiça, que é um desejo por riqueza material, a qual pode ou não pertencer a outros.
Quem é invejoso frequentemente ignora suas próprias bençãos e prioriza o “status” de outra pessoa no lugar do próprio crescimento. Assim sua característica mais típica é a comparação desfavorável da sua condição social. Daí se justificar: a inveja é o desejo por atributos, posses e habilidades de outra pessoa.
Seria a inveja apenas um mecanismo de defesa dos mais “fracos” contra os mais “fortes”, como diz a psicologia? Uma espécie de dor de cotovelo? Um atestado de incompetência? Uma pontinha de ciúme? Independentemente da definição exata, cada qual se defende como pode. Contra aqueles “maus olhados”, que secam até pimenteira, vale tudo, inclusive figa de Guiné e galho de arruda. Conheço, por exemplo, pessoas “cuidadosas” com os olhos dos invejosos que na troca do carro usado pelo novo, mantém a mesma cor para não despertar esse “sentimento” em gente próxima.
Fruto de uma sociedade concorrencial, a inveja está muito mais perto do que imaginamos. Dentro de casa a rivalidade entre irmãos e até entre os cônjuges, nada mais é que uma inveja camuflada. Mas é no ambiente de trabalho e no grupo social que ela aflora . “Poucos amigos admiram sem invejar”, já dizia o grego Ésquilo. Seria proibido ser feliz? Essa é a questão! Amigo vibra com o sucesso profissional do outro? Aquele que é promovido ou ganha na Loteria é muito mais invejado do que admirado pelos amigos na hora da comemoração. Poucos dizem “ele merece”. A maioria ironiza até de forma chula: “que cara largo”!
O título do texto, além de despertar a atenção para a leitura, tem o propósito de estimular a reflexão sobre o assunto e quem sabe até repensar atitudes, conceitos e reações no dia a dia. Invejoso ou invejado? Quem decide é você leitor!

Manoel Afonso
(comentarista da TV.Record-MS.)
mcritica@terra.com.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)