Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/07/2011 12:38

Artigo: ‘ESCOVINHA’....UM AMIGO A MENOS

Manoel Afonso

Conceição Paiva, Toinzinho, Dier do Cartório, Valter Andrade ( Açougueiro) e Casquinha (Relojoeiro) eram alguns dos muitos freqüentadores do bar do Izidoro que funcionava ao lado da casa do Divino de Castro, em frente a Sapataria do Vaildo. Ambiente simples, construção antiga de madeira nos fundos da casa do Zequinha de Castro. A mesa de ‘esnoquer’ era disputada pelos ‘cobras’ da cidade. Quem não jogava, fica ‘sapeando’, dando palpites e fazendo provocações sobre política e futebol. Era uma espécie de’ confraria do relax’.

Esses dois assuntos – mais simpatia do Izidoro e sua cerveja gelada funcionavam como atrativos maiores da clientela. Querendo saber as novidades dos bastidores da política e do dia a dia da cidade, bastava passar por lá, principalmente no período da tarde.

Izidoro não escondia seu lado político: defensor ferrenho da UDN, foi um dos baluartes na campanha do dr. Antônio e Zé Ancelmo contra o Liquinho. Aliás, ele foi Secretário da Educação do Município e teve atuação satisfatória, embora não tivesse cursado uma faculdade. Tinha senso apurado e sabia ouvir conselhos e ponderações dos mais preparados na matéria.

Passada essa fase, o Escovinha montou outro bar na Cooperativa Habitacional, marcando época pelo estilo e padrão de servir. Funcionários públicos, profissionais liberais, comerciantes e gente de todas as idades eram os freqüentadores. Seu bolinho de arroz apimentado era o ‘tal’. Impossível rejeitar uma cerveja ou refrigerante após uma mordida nesta iguaria gratuita. Esse era o segredo comercial do Izidoro, que envolveu habilidosamente a família neste empreendimento que marcou época na cidade.

Filhos crescidos, a idade chegando e Izidoro entendeu ter cumprido bem sua missão de pai e provedor. Mas o inesperado acabou ocorrendo e veio a doença. Seis anos de sofrimento, sob os olhares e afagos de sua família amorosa, dedicada e exemplar até o último suspiro.

Não fui visitá-lo enfermo. Aprendi que os homens – na sua maioria – não gostam de serem vistos debilitados. Fiquei com aquela imagem original: alegre, falante e bem popular. Embora pobre e simples, era generoso, preocupado com as causas sociais, uma referência positiva na comunidade, da qual ele era apaixonado. Foi embora o ‘danado’ do Escovinha...deixando a gente aqui por enquanto. E fica combinado: qualquer dia a se gente se encontra. Certo?

Manoel Afonso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)