Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/12/2009 06:23

Artigo de Carlos Pulino: Pedreiros e coveiros

Carlos André Prado Pulino

Já presenciei, infelizmente, vários sepultamentos. Hoje, mais uma vez, vi outra pessoa ser levada à sua morada definitiva. Era noite, necessitamos do auxilio dos faróis de um automóvel para iluminar o local reservado. Havia uma cova pronta a sua espera, depositamos a urna funerária dentro dela e o coveiro começou rapidamente o seu trabalho. Ficamos todos ali, imóveis, observando por minutos que pareceram uma eternidade, aquele homem colocando a massa e assentando seus tijolos. Passaram pela minha cabeça muitas coisas e comecei a fazer uma comparação entre um pedreiro e um coveiro. Os dois são profissionais que executam o mesmo trabalho: ambos constroem.
Um ergue paredes e cria formas arquitetônicas inovadoras, belas, alegres, onde pessoas irão morar durante suas vidas, não importando o numero de anos, será uma morada provisória. O outro constrói paredes para baixo, sem beleza, tristes, todas iguais, retangulares, locais onde, por ironia, nossos corpos ficarão definitivamente, pela eternidade, restando apenas lembranças nos corações e mentes dos que ficaram.
Apesar das dimensões estarem corretas, achei o local pequeno para esta pessoa, pois independente da sua estatura física, ela leva consigo toda uma existência, seus feitos, sua obra de vida, seu legado, seu exemplo. Cabe muita coisa entre as duas pontas da nossa existência. Conversando com seus familiares, tive a noção do tamanho desta pessoa, deste ser humano. Comparo sua existência a um trabalho escolar, extenso e demorado, feito por um estudante que deu o melhor de si para realizá-lo e que, ao entregá-lo ao mestre, fica com o coração na mão observando e tentando descobrir nos seus movimentos faciais, algo que indique aprovação ou reprovação.
Pela serenidade de seu semblante, pelos acontecimentos que antecederam à sua morte, e pelo que soube da sua história de vida, tenho plena convicção de que ele se preparou, teve tempo de refletir e aceitou resignadamente o que a vida colocou diante dele. Ao entregar pessoalmente nas mãos do CRIADOR o seu “trabalho”, a obra da sua vida, com certeza, encontrou um sorriso de aprovação.
Tomei consciência de tudo isso, ao me deparar com a perda do Sr. Durvalino Cardoso.


Carlos André

17/05/2005

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)