Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/08/2012 15:18

Artigo: Aprendendo a resolver conflitos

Por Alan Cordeiro

Sabemos que desde que o homem surgiu, observa-se uma série de conflitos em sua vida pessoal e profissional. Muitos estudiosos afirmam que para esse sentimento existir, basta duas ou mais pessoas e pronto: a confusão estará instalada. Com o desenvolvimento do homem, os conflitos também acompanharam tal evolução, pois mudaram não só à intensidade e magnitude, mas também o número de envolvidos.



Para gerenciar as situações conflituosas é preciso usar o bom senso e sensibilidade, pois é imprescindível entender que para cada situação, sempre haverá uma forma positiva para resolver um problema. Observando os diversos trabalhos de desenvolvimento que realizo com grupos de profissionais, nas mais diversas áreas, posso afirmar que as pessoas estão sempre buscando defender suas ideias e ponto de vista como se fossem a única verdade ou opção válida.



No momento em que invalidam as informações externas apresentadas por outras pessoas, acabam perdendo a oportunidade de adquirir novos aprendizados de comportamentos e, consequentemente, novas formas de lidar com os conflitos. Infelizmente as pessoas não abrem mão de suas ideias, não apresentam flexibilidade e aparentam estar sempre buscando sua razão com a verdade absoluta segundo suas próprias crenças.



É justamente nesse momento em que o outro se comporta exatamente da mesma maneira que o conflito entre ambos surge. Na disputa pelos seus próprios pontos de vista, as pessoas deixam de trabalhar em equipe de forma eficiente, deixam de entregar produtos e serviços em sua máxima qualidade, pois não conseguem aproveitar as qualidades que cada pessoa possui e agregar para um verdadeiro trabalho coletivo.



Percebemos através de ferramentas utilizadas no desenvolvimento em grupo, que muitas organizações possuem excelentes profissionais, mas que são pouco habilidosos para lidarem com as diferenças e aceitar as ideias contrárias. As pessoas não se complementam, e o pior, acabam gerando conflitos movidos pela emoção e, muitas vezes, tomam decisões erradas.



De acordo com Kenneth W. Thomas e Ralph H. Kilmann, em seus estudos sobre conflitos, desde a década de 70 as pessoas lidam de diversas formas diante de situações difíceis. Uma das teses sobre como as pessoas agem em um conflito é possível encontrar cinco estilos diferentes: evitar, conciliar, conceder, colaborar ou competir.



O interessante disso tudo é que as pessoas adotam um estilo de comportamento e passam a repetir em todas as áreas de suas vidas. Os estilos mais usados são o de competir ou evitar os conflitos e, quando não demonstram a sensibilidade de utilizar outros comportamentos de acordo com a situação, acabam entrando em uma disputa para estar com a razão e deixam de crescer enquanto pessoas.



No meu ponto de vista, o mais importante para qualquer pessoa lidar com conflitos é ter uma boa sensibilidade para usar todos os estilos identificados por Thomas e Kilmann. De acordo com a situação, teremos momentos em nossas vidas em que precisaremos evitar um conflito, mas em outra teremos que nos impor, e assim por diante. Com isso, estaremos aproveitando as situações conflituosas para aprender cada vez mais e sermos pessoas melhores.



Alan Cordeiro é administrador e consultor da M&S, consultoria especializada em desenvolvimento humano.



O Cassilândianews não se responsabiliza por artigos ou opiniões com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)