Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/06/2009 13:46

Artigo: Aprenda a questionar os porquês

Renato Lustosa Sobrinho*

A filosofia nasceu a mais de 2 mil anos , no entanto, mesmo nos dias atuais , poucos são os homens e mulheres que param de vez em quando para questionar o porque das coisas .

A revolução industrial trouxe avanços significativos às maquinas começaram a produzir em uma escala nunca antes vista, e com o passar do tempo, as pessoas se viam às voltas com dezenas e centenas de novos produtos, roupas, chapéus, sapatos, alimentos, todos industrializados , padronizados, etiquetados.

Os produtos de uma linha de montagem precisam ser exatamente iguais uns aos outros, qualquer diferença por mais sutil que se apresente é considerada um defeito e o produto deve ser descartado.

Um enorme problema surgiu quando o homem, percebendo que a padronização de produtos era bom negocio , resolveu começar a padronizar as pessoas.

A sociedade criou uma linha de montagem de modelos, idéias e conceitos, eles te dizem o que pensar, como se vestir, o que comprar, quando comprar , o que ouvir, assistir etc... No Brasil as novelas ditam ate mesmo as preferências sexuais.

Quantas vezes você quis ir de short ou chinelo para algum lugar, mas teve medo de ser “descartado” por destoar da maioria? Algumas pessoas diriam que individualidade tem seu preço; quer andar de short? Tudo bem! Contanto que ele seja de uma marca cara não tem problema.

Vivemos em um mundo onde todos “somos e devemos ser iguais” fomos treinados desde pequenos a pensar desta maneira.

Procure se recordar do seu tempo de escola, pense nas carteiras e cadeiras, elas eram... Todas iguais não é mesmo?

Todas do mesmo tamanho?

Com certeza se fizer algum esforço vai se lembrar de algum companheiro, digamos , “grandalhão” ou ate mesmo “baixinho” que sofria pra se acomodar a carteira. Somos programados desde a mais tenra infância a esquecer nossa individualidade, nosso sistema de ensino tem criado ótimos repetidores de conhecimento, mas poucos pensadores livres.

Acredito que alguns dos que leram este texto até aqui, devem estar começando a me chamar de comunista, anarquista ou coisas do gênero. Quero lhes dizer que não sou nada disso, sou apenas cristão, e procuro me basear nas palavras do Mestre dos Mestres que certa vez disse:

“Conhecereis a verdade e ela vos libertara”

Precisamos aprender a analisar de maneira natural e constante o mundo a nossa volta, não podemos ser marionetes, precisamos raciocinar mais, sentir mais, viver mais, devemos iniciar uma grande busca pela verdade, pois só então nós alcançaremos uma relativa liberdade.

A verdade é obtida por meio do conhecimento. Mas Você deve estar se perguntando qual seria este conhecimento? Seria religioso? Acadêmico?

O que posso lhes dizer é que o caminho para o verdadeiro conhecimento se inicia com a busca de uma vida plena, tenha em mente o fato de que é impossível ter uma vida plena pensando apenas em si mesmo, ninguém é auto-suficiente, você pode aprender isso agora ou pode se arriscar e esperar que o passar dos anos lhe ensine.

Construímos impérios de riqueza e solidão com facilidade em um sistema que adora os egoístas e individualistas, afinal de contas são eles que alimentam as desigualdades sociais e intelectuais do mundo em que vivemos, precisamos urgentemente desintoxicar nossa mente, nos livrar de toda droga e lixo que nos foi imposto, chega de escravizar, padronizar e matar o que o homem tem de mais especial, a humanidade.

Eu lhes convido a dar o primeiro passo em direção a uma vida plena, livre das amarras do sistema que quer a todos iguais, comece por exigir menos de você mesmo, pessoas que exigem muito de si mesmas acabam exigindo muito dos outros e quase sempre se decepcionam, afinal de contas, somos humanos, somos falhos, somos todas crianças e estamos aprendendo nessa vida.

Aprenda a questionar os porquês, mas Crie também o habito de se questionar, viver é aprender, viver é se reinventar.



“Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito”

Apóstolo Paulo Romanos 12:2



Renato Lustosa Sobrinho *

Acadêmico do curso de Agronomia e Matemática de Cassilândia





O Cassilândianews não se responsabiliza por artigos assinados

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)