Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/01/2011 08:47

Artigo: A interesseira troca partidária

Dirceu Cardoso Gonçalves – tenente-PM

Os comovidos pronunciamentos, os discursos emocionados e as mirabolantes propostas das últimas eleições ainda ecoam em nossa lembrança. Com eles, os candidatos e seus partidários buscavam (e muitos conseguiram) captar os nossos votos. Os novos governantes tomaram posse e os parlamentares serão empossados nos próximos dias – os federais a 1º de fevereiro e os estaduais entre 1º e 15, conforme a unidade da federação – e já se verifica intensa movimentação de ex-candidatos e de lideranças políticas (prefeitos especialmente), que buscam reacomodação partidária e de grupo. Nem bem terminaram uma eleição, ansiosos, movimentam-se para a próxima, que só ocorrerá no segundo semestre de 2012.

A reciclagem dos grupos é natural e conseqüência do resultado das urnas. Mas, algumas mudanças hoje ensaiadas esbarram no absurdo e enveredam pelo ridículo. Candidatos derrotados e seus seguidores anunciam o interesseiro propósito de se separarem para garantir a sobrevivência política. Tomarão rumos diferentes para que, separados, cada um possa abiscoitar a sua lasca de poder em agremiações opostas. É esse comportamento, entre outros, que infelizmente leva o descrédito à população que, em voz corrente e áspera, costuma afirmar que “político é tudo igual” ou “é tudo sem-vergonha”.

Esses senhores deveriam ter um pouco mais de respeito ao eleitorado e, principalmente coerência com as pregações que fizeram na tentativa de conquistar o voto. Não devem mudar de partido ou de posição com a mesma facilidade em que mudam de camisa ou cueca. O eleitor que acreditou em suas propostas e deu-lhe o voto certamente ficará ofendido se em seguida o encontrar no meio dos adversários de ontem e fazendo o discursos destes, diferente do que dizia antes. Quem perde a eleição, embora não assuma o cargo pretendido, ainda continua comprometido com o seu programa e, se tem juízo, permanece fazendo a mesma pregação e, através da base parlamentar do seu partido, exerce a oposição construtiva. Questiona o governante e procura orientá-lo e fazer o contraponto democrático. Cumprida essa tarefa, até pode voltar a candidatar-se na próxima oportunidade.

O carreirismo desenfreado só existe porque grande parcela do eleitorado não se interessa por política. Muitos fazem questão de verberar contra os políticos, esquecendo-se que, gostando ou não deles, continuarão vivendo num país, estado e município por eles governados. Por isso é importante votar consciente e acompanhar o desempenho – no mandato ou fora dele – dos candidatos em quem votamos. É desse acompanhamento que poderá surgir a decisão mais acertada e o aperfeiçoamento do voto nas próximas eleições.

No dia em que o povo estiver exercendo conscientemente o seu direito do voto, deixarão de existir as barganhas de cargos, as trocas estapafúrdias de partido e toda a negociata que se faz com o dinheiro do povo em benefício de caciques e grupos, à revelia e prejuízo do próprio povo. Quando isso acontecer (e, certamente, vai acontecer), o político voltará a ser um cidadão respeitado e o povo terá condições objetivas para viver melhor...



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)

aspomilpm@terra.com.br



Dados do Autor:

Dirceu Cardoso Gonçalves – tenente-PM

RG nº 5301.573-SP

aspomilpm@terra.com.br

O Cassilandinews não se responsabiliza por artigos ou opiniões com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)