Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/10/2010 09:22

Artigo: A eleição do palhaço

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL

Toda eleição tem sua própria história. O primeiro turno de 2010 tem, como ingrediente exótico, a eleição do palhaço Tiririca, para a Câmara dos Deputados, com quase 1,4 milhão de votos, mais do dobro da votação obtida pelo segundo colocado. É preciso tentar entender qual a mensagem que o eleitor pretendeu transmitir. Tiririca fez uma espécie de anti-campanha, recorrendo a elementos da cultura circense, classificando-se como “abestado” e chegando a dizer que não sabe o que faz um deputado. Usou, inclusive, o bordão onde dizia que, votando nele “pior não fica”. Com isso, suplantou a todos e deixou do lado de fora muitos pesos-pesados da política paulista. Seria a reedição do “cacareco”, o simpático rinoceronte em quem, nos anos 50, o povo carioca descarregou seus votos de protesto?

Independente da campanha fora do convencional, a sociedade e principalmente a elite política tem de entender que Tiririca, a partir de agora, é deputado federal e carrega consigo a representatividade da sua expressiva votação. Como sobrevivente que é – conseguiu fazer sucesso no circo e na tv – espera-se que tenha condições de fazer um bom mandato.

A classe política vem, há tempos, amargando a silenciosa censura do povo-patrão. A eleição do próprio Lula, primeiro a deputado e depois a presidente da República, representou uma ruptura aos conceitos tradicionais de se fazer política neste país. E hoje, Lula é um dos governantes mais bem avaliados da história brasileira. Depois tivemos a eleição de Clodovil e, hoje, a de Tiririca. Todos fora do convencional, mas bafejados pelo povo.

Com a avalanche de votos que o levam até Brasília, Tiririca tem tudo para se tornar uma importante referência política. Seu mandato, sem qualquer dúvida, será um grande desafio pois terá de cumprir as obrigações parlamentares, políticas, partidárias e protocolares, mas não poderá deixar de ser o palhaço em quem o povo votou porque, se abandonar a indumentária, correrá o risco de um fiasco nas próximas eleições.

Muitos artistas, futebolistas e celebridades que se elegeram revelaram-se políticos medíocres a ponto de não terem como pleitear uma nova candidatura e até de renunciar ao mandato antes do seu término. Mas nenhuma dessas figuras teve, até agora, uma votação do tamanho da de Tiririca. Espera-se que, para o seu bem e o da própria sociedade, tenha ele condições de desempenhar um bom trabalho e,até, interpretar para as elites políticas, o pensamento do povo que o elegeu. Se conseguir, mais uma vez, o sucesso lhe será garantido.

No gesto simbólico de eleger o palhaço, o povo pode estar emitindo muitas mensagens que precisam ser corretamente entendidas e, principalmente, colocadas em prática. É importante entender o recado enquanto, ainda, ele é transmitido de forma pacífica. Cientistas, caciques, elites, estejam atentos...



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)

aspomilpm@terra.com.br



Dados do Autor:

Dirceu Cardoso Gonçalves – tenente-PM

RG nº 5301.573-SP

aspomilpm@terra.com.br





Telefone (011) 2941-7976 – Celular (011) 7640-1708

Avenida Celso Garcia, 3976 – Tatuapé

CEP 03064-000 - São Paulo - SP


O Cassilandianews não se responsabiliza por artigos ou opiniões com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)