Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

10/11/2009 14:29

Articulado e irônico, Beira-Mar critica acusação

Aline Queiroz e Nadyenka Castro, Campo Grande News

Durante o interrogatório feito esta manhã pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete, o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar demonstrou que é bem articulado e dono de um português quase que exemplar. Com ironias, o interno do presídio federal de Campo Grande critica a mídia e disse ter virado “alvo”.

Em resumo, aos jurados, Beira-Mar admitiu "sou traficante", mas negou o assassinato.

“Meu nome hoje em dia vende jornal”, afirma Beira-Mar em relação à reportagem feita por um veículo de comunicação do Paraná que o acusa de manter plantações de maconha em Guaíra (PR).

Segundo o traficante, em qualquer esquina no Paraguai, na fronteira com Mato Grosso do Sul, as pessoas conseguem comprar drogas e armas. “Não precisa plantar para ter o produto lá”, completa.

O juiz também apresentou uma reportagem na qual o jornal paraguaio ABC Color traz suposta confissão de Beira-Mar em relação ao assassinato de João Morel, crime ocorrido em 21 de janeiro de 2001, pelo qual Luiz Fernando da Costa é julgado hoje.

Beira-Mar se nega qualquer participação na morte e garante que não existem provas. “A Luana Piovani, se colocaram que sou pai de um filho dela, sou o pai sem nem fazer o teste de DNA”, ironiza.

Ele é acusado de ser o mandante do assassinato de João Morel, morto a golpes de chucho dentro do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.

Odair Moreira da Silva, o “Marreta” condenado e solto pelo crime, é apontado como executor do homicídio. Segundo a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), Beira-Mar pagou uma chácara de R$ 42 mil, uma quantia ao PCC (Primeiro Comando da Capital) e R$ 2 mil foram enviados à CPA (Colônia Penal Agrícola) como "pagamento" pelo crime.

A propriedade rural, supostamente localizada no Bairro Coophavila, seria para que o pai de Marreta morasse. Beira-Mar disse ao juiz que o próprio MPE pediu para ver se a chácara existe e nada foi provado.

“Acontece alguma coisa no Brasil e é o Beira-Mar. Passados alguns dias vem o secretário de segurança e diz que não tem provas. Até provar que focinho de porco não é tomada vai tempo”.

Morel é apontado com um dos líderes da atividade criminosa em Coronel Sapucaia. A briga pela liderança do tráfico, na região, que faz fronteira com o Paraguai, teria sido o motivo do crime. Beira-Mar já foi condenado por outros crimes.

Forte esquema de segurança foi montado para o julgamento. São 250 policiais e até um helicóptero na operação para levar o preso da penitenciária federal ao Fórum.

Beira-Mar chegou com um comboio da Força Nacional e do Depen (Departamento Nacional do Sistema Penitenciário) e o helicóptero sobrevoou a área até a entrada do traficante ao Fórum.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)