Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/08/2009 12:18

Arquivado projeto de lei que equiparava horário no País

Ângela Kempfer, Campo Grande News

O projeto de lei que padronizava horário em todo o território brasileiro foi arquivado a pedido do próprio autor da proposta, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM).

A idéia provocou reação em Mato Grosso do Sul, que vive momento de discussão sobre a mudança do horário, com médicos no ataque e empresários na defesa da equiparação com o horário de Brasília.

O projeto de Virgilio pretendia acabar com as diferenças de horários em decorrência dos fusos no Brasil, incluindo Mato Grosso do Sul.

A Assembléia Legislativa chegou a enviar oficio cobrando informações e marcando posição contrária ao processo em tramitação no Congresso, por considerar que o assunto precisa ser amplamente debatido.

O arquivamento foi comunicado na manhã desta segunda-feira ao deputado estadual Paulo Duarte (PT), pelo senador Tião Viana (PT-AC).

Paulo Duarte encaminhou, no mês de junho, carta aos 38 senadores que fazem parte da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, contestando a tramitação do projeto.

“É necessário que a população seja ouvida e, mais que isso, que haja debates de boa qualidade, com informações claras e confiáveis, que possam levar o povo a uma decisão consciente e segura”, lembrou o deputado hoje em nota via assessoria.

Outros dois projetos tramitam no Senado com proposta de alteração. Um, do senador Valter Pereira, que pede plebiscito sobre a mudança de horário e outro de Delcídio do Amaral que prevê a alteração.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)