Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/06/2016 07:30

Armamento antiaéreo foi usado para furar blindagem de carro de traficante

Campo Grande News

O traficante Jorge Rafaat Toumani, executado com vários tiros na noite desta quarta-feira (15) no Centro de Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã, foi alvo de disparos de armamento calibre .50, usado em táticas antiaéreas pelas Forças Armadas.

A arma estava acoplada na parte traseira de uma camionete Toyota Hilux SW4, onde estavam os executores do Rafaat. Como os seguranças do traficante e empresário que já foi condenado pela Justiça brasileira por narcotráfico reagiram, houve tiroteio e pessoas de ambos os grupos ficaram feridas.

Os relatos de testemunhas do ocorrido aos jornais paraguaios é de que parecia uma guerra. Rafaat estava em uma Hammer blindada, que não suportou o grosso calibre do armamento usado e foi perfurada. Há a informação que seguranças do traficante também foram mortos, o que ainda não foi confirmado pela Polícia Nacional paraguaia.

Sete pessoas teriam ficado feridas no tiroteio, que aconteceu próximo ao Mercado Municipal de Pedro Juan Caballero, logo depois de cair em uma emboscada. Um dos feridos seria um agente policial local. O crime teria sido motivado por

Vídeos captados pela vizinhança com aparelhos de celular mostram o momento em que houve tiroteio no Centro de Pedro Juan Caballero.

Condenação - Conhecido também por organizar promoções para compras em Pedro Juan - inclusive, com congelamento da cotação do dólar -, Jorge Rafaat foi condenado por Odilon de oliveira, juiz da 3ª Vara Federal de Ponta Porã, em 30 de abril de 2014, quando além dele, outros sete traficantes da fronteira foram sentenciados.

Rafaat foi condenado a várias penas que, somadas, totalizam 47 anos de prisão em regime fechado, além de multa de R$ 403,8 mil. O irmão dele, Joseph Rafaat Toumani, também foi condenado a pena de 15 anos de prisão e multa de R$ 83,2 mil. Aviões, veículos, fazendas e outros imóveis também foram sequestrados pela Justiça Federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)