Cassilândia, Domingo, 20 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

26/09/2003 07:22

Área de cana chegará a 350 mil hectares, diz secretário

Agência Popular de Notícias

A área plantada de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul vai aumentar dos atuais 150 mil hectares para 350 mil hectares até 2006, disse o secretário de produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, José Antonio Felício, em entrevista à TV Educativa do Paraná. O secretário acompanhou o governador Zeca do PT no encontro de reunião dos governadores e representantes de estados produtores de açúcar e álcool, realizada no Museu Oscar Niemayer, em Curitiba.

José Felício disse que o encontro em que foi formalizada a Coalizão Pró-Etanol “é o início de um grande programa para se definir uma política de produção e comercialização do álcool para atender não só o consumo interno, mas para a conquista de novos mercados”. Segundo ele, o protocolo de Quioto foi decisivo para que vários países definissem a adição do álcool à gasolina, despertando assim o interesse do mercado externo pelo potencial brasileiro. “Temos uma indústria consolidada, uma agricultura provada e condições de competir mais que muitos países, basicamente pela qualidade e custo”. O importante, segundo José Felício, é a garantia de novos mercados e consequente crescimento da economia, fator do desenvolvimento tanto econômico quanto social.

José Felício defendeu a coalizão dos estados produtores lembrando que é fundamental a presença do governo para gerar confiança e facilitar as exportações. Ele citou o caso do Japão, que dá importância ao papel do Estado na relação comercial. “É muito difícil o empresário, isoladamente, negociar diretamente, essa coalizão vem fortalecer esse processo. A presença do governo não é para garantir preços, subsídios, mas sim dar segurança aos importadores”, afirmou.

O secretário de Produção disse que a infra-estrutura de transportes, com duas vias navegáveis, tronco ferroviário e a incorporação de novas áreas ao plantio da cana, permitem que Mato Grosso do Sul possa contribuir com as metas da Coalizão Pró-Etanol. “temos a infra-estrutura de transportes, estamos próximos de portos, mas perto também de consolidar a saída pelo Pacífico. Mato Grosso do Sul está nesse eixo que é apontado por estudos da Bolsa de Mercadorias e Futuro de São Paulo como a melhor rota para se chegar ao mercado asiático, pois encurta a distância em 7 mil e 400 quilômetros”, observou o secretário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Setembro de 2020
Sábado, 19 de Setembro de 2020
Sexta, 18 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)