Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

09/05/2005 09:05

Arábes: Brasil quer recuperar espaço perdido no comércio

Mylena Fiori / ABr

O Brasil quer recuperar o espaço perdido nas relações comercias com os países árabes nos últimos dez anos, depois da primeira Guerra do Golfo. Em 1990, a corrente de comércio com o Oriente Médio era de US$ 5 bilhões, com déficit brasileiro de US$ 2,89 bilhões. O intercâmbio comercial caiu pela metade ao longo daquela década, chegando, em 1999, a US$ 2,5 bilhões. O fluxo voltou a crescer lentamente a partir do ano 2000, fechando 2004 em US$ 5,9 bilhões, com superávit brasileiro de US$ 1,37 bilhões.

Considerando-se o intercâmbio com os 22 países da Liga Árabe, o volume de trocas também atingiu seu ápice em 1990, com US$ 4,19 bilhões e déficit de US$ 2,26 bi para o Brasil. O fluxo oscilou nos 10 anos seguintes, chegando a 2000 em US$ 4,38 bilhões (a balança comercial continuava deficitária para o Brasil em US$ 1,38 bilhões). Em 2003, pela primeira vez a corrente comercial entre Brasil e árabes ultrapassou a casa dos US$ 5 bilhões, saltando para US$ 8,1 bilhões no ano passado.

Os principais produtos embarcados para os árabes em 2004 foram açúcar, carne de frango e de gado congelada, minérios de ferro, trigo, e óleos brutos de petróleo. Além dos produtos tradicionais, a pauta de exportações diversificou-se em 2004. Segundo dados da CCAB, houve 236 novos produtos passaram a integrar a pauta de exportações à Liga, que conta com aproximadamente 1900 itens.

O Brasil vendeu desde ônibus (US$ 29 milhões) a produtos de confeitaria (US$ 5,9 milhões). Segundo levantamento da CCAB, praticamente todos os estados brasileiros (exceção de Acre e Sergipe) exportaram produtos para os países árabes em 2004, com destaque para São Paulo (US$ 1,6 bilhão), Rio Grande do Sul (US$ 515 milhões), Paraná (US$ 497 milhões), Minas Gerais (US$ 336 milhões), Espírito Santo (US$ 308 milhões) e Santa Catarina (US$ 170 milhões), que corresponderam juntos a 88% das exportações à Liga.

Os principais destinos de produtos brasileiros foram Arábia Saudita, que absorveu 20% do total exportado à Liga ou US$ 825 milhões (o país é grande importador de carne de frango, carne bovina e minério de ferro do Brasil), Emirados Árabes Unidos (com US$ 706 milhões, especialmente em importações de açúcar e carne de frango brasileiros), Egito (US$ 623 milhões), Marrocos (US$ 348 milhões) e Argélia (US$ 348 milhões). De acordo com o MDIC, 1.005 empresas brasileiras exportaram para os 22 países da Liga árabe em 2004 – destas, 184 eram estreantes, sendo grande parte delas de pequeno e médio porte

A pauta de importações continuou bastante concentrada em 2004. O petróleo responde por 75% das vendas árabes para o Brasil (US$ 3,011 bilhões). Outros itens importantes são óleo diesel (US$ 375 milhões) e naftas para a petroquímica (US$ 344 milhões). Os produtos são oriundos, principalmente, da Argélia (US$ 1,9 bilhão), Arábia Saudita (US$ 1,2 bilhão) e Iraque (US$ 473 milhões).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)