Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/01/2004 15:59

Aprovado projeto contra a violência domèstica

Antônio Arrais/ABr

A tipificação da violência doméstica como crime de lesão corporal, sujeitando seu autor a penas de um a cinco anos de prisão e de mais um terço dessa pena se resultar em morte da vítima, foi aprovada hoje pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal, que acatou parecer da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) sobre projeto de lei da Câmara, da deputada Iara Bernardi (PT-SP).

Aprovado na comissão, com substitutivo da senadora e emenda do senador Demóstenes Torres (PFL-GO), o projeto seguirá para decisão do plenário do Senado e, aprovado, retornará para revisão da Câmara dos Deputados. A emenda do senador Torres teve um caráter de adaptar a redação do projeto aos termos do Código Penal, para tornar tanto a tipificação do crime quanto suas penas mais adequados. Dessa forma, a lesão corporal causada com abuso das relações domésticas, de hospitalidade ou de parentesco, determina que “se a lesão for praticada contra ascendente, descendente, irmão, cônjuge ou companheiro, ou ainda, prevalecendo-se o agente das relações domésticas, de coabitação ou de hospitalidade – pena de reclusão de um a cinco anos, se o fato não constitui crime mais grave”, quando, então, aplicado o Código Penal, passa a ter um terço a mais do tempo da pena.

Demóstenes Torres elogiou a iniciativa da deputada Iara Bernardi, lembrando que pela legislação atual o agressor doméstico nunca é preso em flagrante (o que o projeto permite) e tem geralmente como pena o pagamento de uma cesta básica. Com o projeto, a vítima pode se arrepender e desistir condicionalmente da pena imposta ao agressor, podendo denunciá-lo por reiteração do crime – se o mesmo ocorrer novamente - e o agressor voltar para a cadeia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)