Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

Últimas Notícias

09/12/2017 15:30

Apreensão de carga milionária de cigarro em 1 dia equivale a total de 2016

Campo Grande News

Com recente enredo que inclui prisões de policiais militares e de motoristas de caminhões recheados com cargas milionária de cigarros contrabandeados do Paraguai, o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) apreendeu num único dia praticamente tudo que flagrou durante todo o ano passado.

Foram 410 mil pacotes encontrados num comboio de caminhões na última quarta-feira (dia 6). Em 2016, de janeiro a dezembro, o departamento apreendeu 458 mil pacotes. No ano passado, o maior número de apreensões foi em agosto de 2016: 161.116 pacotes.

Neste ano, até agora, foram recolhidos 1,2 milhão de pacotes de cigarro por equipes do DOF. Conforme dado divulgado pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), o número de apreensões é crescente, com exceção para o mês de julho, quando o total foi zero.

Comboio – Os dois caminhões, três carretas e três bitrens lotados de cigarro do Paraguai foram interceptados no município de Maracaju, a 160 km de Campo Grande.

Os 410 mil pacotes encontrados nos oito caminhões renderiam, no varejo, pelo menos R$ 16 milhões, se levar em conta que cada um dos 4,1 milhões de maços custa, em média, R$ 4.

Os policiais encontraram quase R$ 33 mil em dinheiro com os motoristas presos. Na última quinta-feira (dia 7), o diretor do DOF, coronel Kleber Haddad Lane, disse poder afirmar que o dinheiro seria destinado ao pagamento de propinas durante o trajeto da carga até o destino. A suspeita surgiu logo após a apreensão da carga.

A Justiça Federal impôs uma fiança de R$ 1,4 milhão para os três motoristas da Máfia do Cigarro. Cinco condutores abandonaram as cargas e conseguiram fugir. 

Prisões - Desde o dia primeiro de dezembro, sete policiais militares foram presos suspeitos de participação no esquema de contrabando.

No começo do mês, após o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) receber denúncia da cobrança de R$ 150 mil para liberar um caminhão, foram presos o sargento Alex Duarte de Aguir e o cabo Rafael Marques da Costa. O flagrante foi no Jardim Tarumã, em Campo Grande. As prisões foram por corrupção passiva.

Na quinta-feira, mais cinco policiais entraram na mira da Corregedoria da PM por cobrança de propina de “cigarreiros”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 23 de Julho de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Domingo, 22 de Julho de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Sábado, 21 de Julho de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Julho de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)