Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/05/2009 17:17

Aposentados fazem vigília no plenário da Câmara

Iolando Lourenço , Agência Brasil

Brasília - Cerca de 600 aposentados e pensionistas tomaram conta hoje (25) do plenário da Câmara e das bancadas dos deputados em vigília para sensibilizar deputados e senadores a derrubarem o veto presidencial a um projeto de lei, que reajustou as aposentadorias e pensões em 16,67%, em 2006. O dispositivo foi vetado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com isso, os aposentados e pensionistas de todo o Brasil lutam pela derrubada desse veto, que consequentemente restabeleceria o aumento dos benefícios, em valor igual ao do salário mínimo, que foi pago aos trabalhadores naquele ano.

Na parte da manhã, a Câmara realizou uma sessão solene em homenagem ao Dia do Aposentado. Após a solenidade, os participantes recusaram-se a deixar o plenário, impedindo, assim, a realização da sessão ordinária da Câmara, prevista para as 14h. Diante do impasse, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) tentou convencer os manifestantes a deixarem o plenário e seguirem para as galerias das Câmara.

Como não foi atendido, Delgado pediu o encerramento da sessão, alegando que não havia o mínimo de 51 deputados na Casa, necessário para a abertura da sessão. O deputado foi atendido pelo presidente em exercício da Mesa, deputado Mauro Benevides (PMDB-CE).

De acordo com Júlio Delgado, embora amanhã (26) esteja prevista sessão do Congresso Nacional (reunindo senadores e deputados), o veto de interesse dos manifestantes não consta da pauta de votações. O senador Paulo Paim (PT-RS), que está também participando das negociações, prometeu conversar com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para tentar incluir esse veto na pauta.

Os aposentados também querem a votação, pela Câmara, de um projeto de Paim, que acaba com o chamado fator previdenciário para as aposentadorias e pensões, que reduz o valor dos benefícios na oportunidade da aposentadoria.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)